Missão ExoMars tem 'chance muito boa' de encontrar vida no Planeta Vermelho, diz cientista

CC0 / Pixabay / Marte
Marte - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os cientistas da missão ExoMars apontaram que neste momento não está claro se a vida realmente existe em Marte e, se realmente existir, resta ver até que ponto essa vida pode ser semelhante àquela que existe na Terra.

Enquanto a espaçonave InSight da NASA pousou com sucesso em Marte e começou a estudar sua superfície, o Dr. Lewis Dartnell, astrobiólogo e pesquisador da Universidade de Westminster, disse que outra missão próxima para o Planeta Vermelho tem uma "chance muito boa" de encontrar lá sinais de vida.

De acordo com o The Sun, Dartnell é um dos cientistas que ajudou a projetar o veículo ExoMars, que deverá ser lançado para Marte em 2021 pela agência espacial russa Roscosmos e pela Agência Espacial Europeia (ESA).

Imagem computorizada de Marte - Sputnik Brasil
Aparelho da NASA é 'apanhado' em Marte por outra sonda espacial (FOTOS)
Como explicou Dartnell, depois de pousar o veículo perfurará dois metros na superfície marciana de modo a alcançar a profundidade que "esteve protegida das duras condições em Marte" e extrair amostras de solo que, esperemos, possam conter "bactérias que podem quebrar moléculas".

"Nós estamos procurando blocos de construção da vida e esperamos ver se em Marte já houve vida antes. Nós queremos ver até que ponto ele tem sido quente e úmido. Seria mais uma grande evidência que Marte era um mundo mais quente e úmido e que já foi como a Terra", disse o cientista.

Ele também apontou que neste ponto ainda não está claro se a vida realmente existe em Marte e, se existir, "o quão semelhante é à da Terra".

A Terra e Marte (imagem ilustrativa) - Sputnik Brasil
Empresa russa anuncia voo para Marte e criação de 'Cosmódromo orbital'
"É realmente alienígena? É fundamentalmente diferente? Ou funciona de uma maneira completamente diferente? O tipo de vida que esperamos encontrar são unicelulares ou bactérias resistentes", acrescentou o pesquisador.

Segundo ele, esse primeiro tipo de vida é um tipo de vida microbiana. O que mais os entusiasma é encontrar algo que tenha sobrevivido em Marte e trazê-lo de volta à Terra para estudar e ver como funciona.

No início deste ano, uma equipe de pesquisadores italianos descobriu em Marte um lago salgado que, devido a conter água líquida localizada abaixo do gelo, que a "protegeu das variações de temperatura sazonais", poderia teoricamente servir como habitat para formas de vida locais.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала