Defesa russa: ataque aéreo de Israel contra Síria põe em risco aviões civis

© AP Photo / Jack GuezCaça F-16 da Força Aérea de Israel
Caça F-16 da Força Aérea de Israel - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Israel realizou o ataque aéreo contra a Síria enquanto aviões civis aterrissavam no aeroporto de Damasco e de Beirute, informou o Ministério da Defesa da Rússia.

Segundo o ministério, entre os aviões civis que foram postos em risco devido ao ataque de Israel, não havia aviões das companhias de aviação russas.

"O ataque da Força Aérea de Israel foi realizado no momento em que aviões comerciais não russos aterrissavam no aeroporto de Beirute [no Líbano] e de Damasco [na Síria]", informou o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov.

Soldados do Exército turco preparam para usar tanques nos arredores da vila de Sugedigi, na Turquia, fronteira com a Síria. - Sputnik Brasil
Turquia: 'Não precisamos da permissão de Israel para combater o terrorismo na Síria'
"As provocações da Força Aérea de Israel na noite de 25 de dezembro, quando seis aviões F-16 realizaram um ataque aéreo contra o território da Síria a partir do espaço aéreo do vizinho Líbano, criaram uma ameaça direta para dois aviões de passageiros", declarou o porta-voz do Ministério da Defesa russo.

Segundo Konashenkov, Israel usou no ataque 16 bombas aéreas guiadas GBU-39, 14 das quais foram interceptadas pela defesa antiaérea síria.

Anteriormente, a agência estatal síria SANA informou que, na noite de 25 de dezembro, as Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) realizaram um ataque de mísseis contra os arredores de Damasco, tendo a maioria dos mísseis sido interceptada pela defesa aérea síria. O ataque teve uma duração recorde: mais de hora e meia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала