Pequim se prepara para realizar outro golpe contra bitcoin

Nos siga noTelegram
O Banco Popular da China planeja introduzir sua própria moeda digital. Em comparação com as criptomoedas baseadas na tecnologia descentralizada de blockchain, a nova criptomoeda chinesa permitirá a Pequim ter maior controle sobre seu sistema financeiro.

Com sua ajuda, o Banco Popular da China melhorará sua capacidade de erradicar riscos e combater a lavagem de dinheiro, informou a agência Bloomberg.

De acordo com patentes registradas pelo Banco Central da China, os consumidores e as empresas terão que baixar a carteira móvel, onde trocarão yuans pela moeda digital.

Bitcoin - Sputnik Brasil
Bitcoin: mais um esquema de pirâmide financeira ou milagre para os pobres?
"O mais importante é que o Banco Popular da China também poderá rastrear usuários que fazem essas trocas", informou a agência.

Por sua vez, o vice-governador do banco, Fan Yifei, explicou que os bancos deveriam apresentar informações sobre essas transações e que poderiam ser introduzidos limites a essas operações realizadas por pessoas singulares.

De acordo com a Bloomberg, vários documentos já publicados revelaram que a nova criptomoeda exigirá que os bancos introduzam dados sobre seus mutuários e taxas de juros antes de transferir seus fundos. As entidades financeiras que tentem emprestar seu dinheiro para empresas incluídas na lista negra do governo não poderão fazê-lo automaticamente.

Desde agosto, o Banco Central da China acumulou 44 patentes ligadas à tecnologia blockchain, o que lhe permitiu ocupar o quinto lugar na lista de entidades que possuem o maior número desse tipo de documentos, segundo o IPRdaily.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала