Militares sírios são mortos após violação de trégua em Aleppo

© REUTERS / Omar SanadikiBandeira da Síria vista em um bairro destruído de Aleppo (foto de arquivo)
Bandeira da Síria vista em um bairro destruído de Aleppo (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Três soldados sírios foram mortos e outros nove ficaram feridos após bombardeio realizado por terroristas na cidade de Aleppo neste sábado. As violações do cessar-fogo por grupos armados ilegais continuam, segundo o chefe do Centro de Reconciliação Síria do Ministério da Defesa da Rússia, tenente-general Sergei Solomatin.

"No dia que se passou, terroristas cercaram Beyt-Siwan, Akch-Baer, ​​Safsafa e Basharfa na província de Latakia; Zor-Mahruka, Abu-Dali e Achan na província de Hama; e Tall-Mamo na província de Aleppo, bem como o subúrbio do sudoeste e um distrito de Sukkari também em Aleppo. Dois soldados sírios foram mortos e nove ficaram feridos após um ataque contra Tall-Mamo. Após um ataque na periferia sudoeste de Aleppo, um soldado sírio foi morto", disse Solomatin.

Combatentes das Forças Democráticas da Síria atendendo cerimônia fúnebre de um de seus membros morto durante combates contra o grupo terrorista Daesh - Sputnik Brasil
Forças Democráticas da Síria avançam sobre o último reduto do Daesh
Ele acrescentou que, sob o decreto do presidente sírio Bashar Assad, as autoridades continuam a anistiar aqueles que escaparam do serviço compulsório, inclusive entre refugiados e ex-membros de grupos armados ilegais. Em 14 de dezembro, mais de 17 mil pessoas receberam anistia.

A Síria vive uma guerra civil desde 2011, com as forças do governo lutando contra numerosos grupos de oposição e organizações militantes e terroristas. A Rússia, juntamente com a Turquia e o Irã, é uma fiadora do cessar-fogo na Síria. Moscou também está fornecendo ajuda humanitária para os moradores do país devastado pela crise.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала