Pentágono cobrará dos sauditas US$ 331 milhões como reembolso por abastecimento de aviões

© Força Aérea dos EUA/CENTCOM/Equipe do Sgt. Preston WebbUm F / A-18C recebe combustível de um KC-10 Extender, um dos aviões de reabastecimento do Comando Central dos EUA.
Um F / A-18C recebe combustível de um KC-10 Extender, um dos aviões de reabastecimento do Comando Central dos EUA. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O senador norte-americano Jack Reed, membro do Comitê de Serviços Armados do Senado, anunciou que o Pentágono vai requisitar à coalizão liderada pela Arábia Saudita "o reembolso de US$ 331 milhões para os contribuintes norte-americanos" pelo reabastecimento de aviões de guerra nunca pagos por Riad.

O Pentágono afirmou anteriormente que não cobrou devidamente a Coalizão saudita por serviços de reabastecimento por causa de "erros na contabilidade", segundo um memorando interno datado de 28 de novembro.

Armas de fogo de artilharia do exército saudita em direção às posições houthis da fronteira saudita com o Iêmen. - Sputnik Brasil
Senado dos EUA aprova fim de assistência militar aos sauditas na guerra do Iêmen
Uma "revisão cuidadosa" forçará o Pentágono a recuperar todos os fundos gastos em combustível, serviços de reabastecimento e horas de voo, segundo o anúncio.

"O povo norte-americano não deve ser forçado a arcar com esses custos, e encorajo o Departamento de Defesa a tomar medidas para obter o reembolso total", disse Reed no comunicado enviado à imprensa, acrescentando que a notícia "ressalta a necessidade de supervisão do Departamento".

O senador observou que a guerra no Iêmen "aliviou a pressão sobre a Al-Qaeda e [Daesh]" e concluiu que "é hora de a guerra acabar". Na quinta-feira, o Senado votou pelo fim total da assistência militar dos EUA para a Guerra do Iêmen.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала