- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

A jornal chileno, Eduardo Bolsonaro ambiciona: 'Ser presidente? Por que não?'

© Foto / Paola de Orte/Agência BrasilO deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito Jair Bolsonaro,
O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito Jair Bolsonaro, - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em entrevista ao La Tercera, Eduardo Bolsonaro - filho do presidente eleito Jair Bolsonaro e deputado federal mais votado de São Paulo - não escondeu a admiração ao ministro do Trabalho e Segurança Social do governo ditatorial de Pinochet, José Piñera, e sobre a ambição em concorrer à presidência foi rápido em responder: 'por que não?'.

Eduardo concedeu a entrevista em espanhol. Logo de cara, o deputado federal eleito foi questionado pela repórter María José O'Shea se ele se considerava homofóbico. Eduardo rebateu usando um artifício comum do pai.

"Nem um pouco. Com todo o respeito, não sei se você é lésbica e tampouco importa para mim, assim como seguramente tenho certeza que para você não importa se vou fazer sexo com homens ou mulheres", cortou.

O deputado seguiu o raciocínio acusando a esquerda de "dividir, fragmentar a sociedade para que mais tarde um político proteja essa minoria" e que se assim fosse, o Brasil teria hoje "60 milhões de racistas, sexistas, misóginos, fascistas e tudo isso".

Deputado Federal Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Eduardo Bolsonaro propõe lei para criminalizar o comunismo
No decorrer da entrevista, Eduardo é então questionado sobre o histórico político da família Bolsonaro. "Deputado, irmão de deputado e filho do presidente. Você quer ser presidente no futuro?", questionou O'Shea. Ele não descartou a possibilidade.

"É um tema de muita responsabilidade. Seguramente, se tento a Presidência, seria um desafio enorme, mas seria uma mudança muito brutal. Você tem que estar muito preparado para isso, mas se há a oportunidade, por que não? Não é algo que eu ambicione ou que esteja trabalhando para daqui a quatro anos ser presidente do Brasil. Se as coisas ocorrerem naturalmente para isso, por que não?"

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала