1ª missão após acidente com Soyuz decola com êxito rumo à EEI

Nos siga noTelegram
A espaçonave tripulada russa Soyuz MS-11 decolou nesta segunda-feira (3) do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, rumo à Estação Espacial Internacional.

A expedição é a primeira missão lançada do cosmódromo desde o acidente do foguete Soyuz em outubro.

Confira as fotos dos preparativos e do momento exato do lançamento que foram selecionadas pela Sputnik.

© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensA nave foi levada à órbita pelo foguete portador Soyuz-FG.
Lançamento do foguete portador russo Soyuz-FG com espaçonave tripulada Soyuz MS-11 do cosmódromo de Baikonur, 3 de dezembro de 2018 - Sputnik Brasil
1/15
A nave foi levada à órbita pelo foguete portador Soyuz-FG.
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensA tripulação é composta pelo cosmonauta da Roscosmos Oleg Kononeko, pela astronauta da NASA Anne McClain e pelo astronauta David Saint-Jacques da Agência Espacial Canadense.
Tripulantes da espaçonave Soyuz MS-11: cosmonauta da Roscosmos Oleg Kononeko, astronauta da NASA Anne McClain e astronauta David Saint-Jacques da Agência Espacial Canadense - Sputnik Brasil
2/15
A tripulação é composta pelo cosmonauta da Roscosmos Oleg Kononeko, pela astronauta da NASA Anne McClain e pelo astronauta David Saint-Jacques da Agência Espacial Canadense.
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensO trio passará 194 dias na estação.
Tripulante da espaçonave Soyuz MS-11, astronauta David Saint-Jacques da Agência Espacial Canadense. - Sputnik Brasil
3/15
O trio passará 194 dias na estação.
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensUm pouco menos de 10 minutos depois do lançamento, a nave se separou com êxito do estágio superior do foguete portador rumo à EEI.
Tripulante da espaçonave Soyuz MS-11, astronauta da NASA Anne McClain. - Sputnik Brasil
4/15
Um pouco menos de 10 minutos depois do lançamento, a nave se separou com êxito do estágio superior do foguete portador rumo à EEI.
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensA nave deverá se acoplar à estação às 12h36, horário GMT (15h36, horário de Brasília).
Tripulante da espaçonave Soyuz MS-11, cosmonauta da Roscosmos Oleg Kononeko - Sputnik Brasil
5/15
A nave deverá se acoplar à estação às 12h36, horário GMT (15h36, horário de Brasília).
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensO cosmonauta russo Sergei Prokopiev, astronauta alemão Alexander Gerst e astronauta da NASA Serena Maria Auñón-Chancellor estão esperando a chegada da nova missão.
Tripulante da espaçonave Soyuz MS-11, astronauta da NASA Anne McClain. - Sputnik Brasil
6/15
O cosmonauta russo Sergei Prokopiev, astronauta alemão Alexander Gerst e astronauta da NASA Serena Maria Auñón-Chancellor estão esperando a chegada da nova missão.
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensO lançamento estava inicialmente previsto para acontecer no dia 20 de dezembro.
Lançamento do foguete portador russo Soyuz-FG com espaçonave tripulada Soyuz MS-11 do cosmódromo de Baikonur, 3 de dezembro de 2018 - Sputnik Brasil
7/15
O lançamento estava inicialmente previsto para acontecer no dia 20 de dezembro.
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensMas após o acidente do foguete portador da anterior nave Soyuz MS-10 em 11 de outubro, a missão foi lançada mais cedo.
Tripulantes da espaçonave Soyuz MS-11: cosmonauta da Roscosmos Oleg Kononeko, astronauta da NASA Anne McClain e astronauta David Saint-Jacques da Agência Espacial Canadense - Sputnik Brasil
8/15
Mas após o acidente do foguete portador da anterior nave Soyuz MS-10 em 11 de outubro, a missão foi lançada mais cedo.
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensOs tripulantes da Soyuz acidentada, astronauta norte-americano, Nick Hague, e o cosmonauta russo, Aleksei Ovchinin, não chegaram à EEI e pousaram na Terra 20 minutos após terem decolado.
Tripulante da espaçonave Soyuz MS-11, cosmonauta da Roscosmos Oleg Kononeko - Sputnik Brasil
9/15
Os tripulantes da Soyuz acidentada, astronauta norte-americano, Nick Hague, e o cosmonauta russo, Aleksei Ovchinin, não chegaram à EEI e pousaram na Terra 20 minutos após terem decolado.
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensEles pousaram ilesos no Cazaquistão a bordo da cápsula de resgate.
Tripulante da espaçonave Soyuz MS-11, astronauta da NASA Anne McClain, com o astronauta italiano Luca Parmitano, da Agência Espacial Europeia - Sputnik Brasil
10/15
Eles pousaram ilesos no Cazaquistão a bordo da cápsula de resgate.
© Sputnik / Valeriy Sharifulin/TASS/POOL / Abrir o banco de imagensO acidente da Soyuz MS-10 foi o primeiro na história da Rússia moderna em um programa espacial tripulado.
Tripulantes da espaçonave Soyuz MS-11: cosmonauta da Roscosmos Oleg Kononeko, astronauta da NASA Anne McClain e astronauta David Saint-Jacques da Agência Espacial Canadense - Sputnik Brasil
11/15
O acidente da Soyuz MS-10 foi o primeiro na história da Rússia moderna em um programa espacial tripulado.
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensSegundo a corporação russa Roscosmos, o acidente ocorreu devido ao mau funcionamento do sensor de separação do primeiro e do segundo estágios.
Lançamento do foguete portador russo Soyuz-FG com espaçonave tripulada Soyuz MS-11 do cosmódromo de Baikonur, 3 de dezembro de 2018 - Sputnik Brasil
12/15
Segundo a corporação russa Roscosmos, o acidente ocorreu devido ao mau funcionamento do sensor de separação do primeiro e do segundo estágios.
© Sputnik / Valeriy Sharifulin/TASS/POOL / Abrir o banco de imagensA operação anormal do sensor resultou em que um dos blocos laterais do primeiro estágio atingiu o tanque de combustível do segundo estágio que acabou se rompendo.
Tripulante da espaçonave Soyuz MS-11, astronauta David Saint-Jacques da Agência Espacial Canadense. - Sputnik Brasil
13/15
A operação anormal do sensor resultou em que um dos blocos laterais do primeiro estágio atingiu o tanque de combustível do segundo estágio que acabou se rompendo.
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensDepois do acontecido, todos os voos tripulados para a Estação Espacial Internacional (EEI) foram suspensos.
Tripulantes da espaçonave Soyuz MS-11: cosmonauta da Roscosmos Oleg Kononeko, astronauta da NASA Anne McClain e astronauta David Saint-Jacques da Agência Espacial Canadense - Sputnik Brasil
14/15
Depois do acontecido, todos os voos tripulados para a Estação Espacial Internacional (EEI) foram suspensos.
© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensA missão que agora está na EEI deveria ter voltado antes do último lançamento. Porém, se a agenda não tivesse sido alterada, a estação teria ficado inabitada por algum tempo.
Lançamento do foguete portador russo Soyuz-FG com espaçonave tripulada Soyuz MS-11 do cosmódromo de Baikonur, 3 de dezembro de 2018 - Sputnik Brasil
15/15
A missão que agora está na EEI deveria ter voltado antes do último lançamento. Porém, se a agenda não tivesse sido alterada, a estação teria ficado inabitada por algum tempo.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала