Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Mídia dos EUA divulga quais as embarcações mais letais da Frota do Mar Negro russa

© Sputnik / Vasily Batanov / Abrir o banco de imagensNavios da Frota do Mar Negro durante ensaio para a festa dos 70 anos da vitória sobre a Alemanha nazista.
Navios da Frota do Mar Negro durante ensaio para a festa dos 70 anos da vitória sobre a Alemanha nazista. - Sputnik Brasil
Nos siga no
Após o incidente envolvendo a Ucrânia no estreito de Kerch, a revista americana The National Interest descreve as principais forças da Frota do Mar Negro da Rússia.

Segundo a revista americana, a lista foi elaborada de acordo com as características táticas e técnicas dos navios da Marinha russa.

A lista é encabeçada pelo cruzador lança-mísseis Moskva, que se destina a atingir navios de superfície pesados do inimigo, principalmente porta-aviões. O Moskva foi construído pelo projeto 1164 Atlant e possui sistemas de mísseis antiaéreos S-300F Fort, além de estar equipado com artilharia, mísseis antinavio e torpedos antissubmarino.

O sistema de mísseis antiaéreos Tor-M2DT é uma variante ártica do sistema Tor-M2, criada com base no DT-30, um veículo anfíbio fora de estrada articulado de duas seções sobre lagartas - Sputnik Brasil
Confira entrega de sistemas de mísseis 'árticos' Tor-M2DT à Frota do Norte russa
O cruzador ainda é conhecido como "destruidor de porta-aviões", devido a sua capacidade de transportar 16 mísseis antinavio R-500 Bazalt. Atualmente, o cruzador está sendo modernizado e deverá receber armamentos hipersônicos.

Logo após, surgem as três fragatas de mísseis da classe Admiral Grigorovich, navios do projeto 11356. A embarcação possui um deslocamento de quatro mil toneladas e pode alcançar uma velocidade de até 30 nós, tendo uma autonomia de 30 dias.

O Admiral Grigorovich foi projetado para lutar contra navios de superfície e submarinos, além de realizar missões de defesa aérea. Como armamento, o navio dispõe de mísseis de cruzeiro Kalibr-NK, do sistema de autodefesa Shtil-1, do sistema de artilharia A-190, de torpedos antissubmarino e pode levar a bordo um helicóptero Ka-27K.

Navio de desembarque do projeto 11711, Ivan Gren (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Indústria naval confirma construção de novos navios anfíbios para Marinha russa
Outro destaque é a corveta do projeto 1241 da classe R-32, que tem nos documentos da OTAN o nome de Tarantul. O navio porta-mísseis está equipado com o sistema de mísseis Moskit. Atualmente, a Frota do Mar Negro possui em torno de dez embarcações desse tipo.

Já o submarino Varshavyanka, do projeto 636, é conhecido pelo seu baixo nível de ruído. Além disso, os submarinos do projeto 636 são projetados para a guerra antissubmarina, contra navios de superfície e também para missões de reconhecimento e patrulha.

Os submarinos dessa classe são tripulados por 52 submarinistas, têm velocidade de 20 nós submergidos e uma autonomia de 400 milhas náuticas com a capacidade de realizar missões por 45 dias.

A Frota do Mar Negro é uma grande unidade estratégica da Marinha russa, criada para assegurar a segurança militar da Rússia nas regiões dos mares Negro e Mediterrâneo. Desde sua criação no século XVIII, a Frota do Mar Negro tem como sua base principal o porto da cidade de Sevastopol, na Crimeia.

Para cumprir as missões, em serviço operacional a Frota dispõe de submarinos diesel-elétricos, navios de superfície destinados a operar em zonas marítimas e oceânicas, aviação antissubmarino, caças, fuzileiros navais, bem como unidades de tropas terrestres e costeiras.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала