Rússia condena acusações infundadas dos EUA e seus aliados na OPAQ

© AP Photo / Peter DejongUm carro chega à sede da Organização para a Proibição de Armas Químicas, OPAQ, em Haia.
Um carro chega à sede da Organização para a Proibição de Armas Químicas, OPAQ, em Haia. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O representante da Rússia na Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), Aleksandr Shulgin, rechaçou as acusações infundadas dos Estados Unidos e das nações em sua órbita lançadas contra Moscou no fórum da OPAQ realizado de 21 a 30 Novembro.

"[Os Estados Unidos e seus aliados] lançaram acusações infundadas contra a Síria, Rússia e Irã", disse Shulgin.

O diplomata destacou que "o grupo de países ocidentais fizeram todo o possível para impedir a aprovação do documento final da Conferência dos países-membros da OPAQ".

Forças da coalizão manuseiam munição de fósforo branco no Iraque - Sputnik Brasil
EUA manipulam mandato da OPAQ 'para encobrir crime' de uso de armas químicas, diz analista
"Na verdade, eles enterraram o projeto em discussão ao lançar no último momento formulações inaceitáveis ​​para a maioria dos países", disse ele.

O representante russo na organização enfatizou que China, Síria, Irã, Rússia e seus aliados na Organização dos Organização do Tratado Coletivo de Segurança (OTSC) "firmemente refutaram todos os ataques dos adversários".

A OTSC foi fundada em 1992, sendo composta por Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão, Rússia e Tajiquistão.

"O comportamento seletivo dos americanos em relação à convenção sobre armas químicas foi demonstrado com fatos concretos", disse ele.

O diplomata lembrou que os Estados Unidos "são o único país que possui grandes arsenais de armas químicas", apesar do compromisso de destruí-los.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала