Força Aérea belga afirma ter interceptado caças russos sobre o mar Báltico (VÍDEO)

© AFP 2022 / BELGA / YORICK JANSENSAvião F-16 da Força Aérea belga
Avião F-16 da Força Aérea belga - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Força Aérea da Bélgica afirmou ter enviado seus caças F-16, que patrulham a região do mar do Báltico, para escoltarem caças russos que supostamente voavam sem plano de voo, publicando uma postagem com vídeo no Twitter.

"Ontem, [aviões] F-16, deslocados atualmente na região do Báltico para proteger a integridade do espaço aéreo da OTAN, interceptaram aviões russos Flanker [Su-27] voando sem plano de voo", diz a postagem na conta oficial da Força Aérea da Bélgica no Twitter.

A publicação é acompanhada por um vídeo que teria sido gravado a bordo de um caça belga.

O incidente vem após relatos, na semana passada, de que dois caças russos Su-24 teriam sobrevoado a baixa altitude o navio belga Godetia no mar Báltico.

Avião de reconhecimento dos EUA P-8A Poseidon - Sputnik Brasil
Avião espião americano sobrevoa local do incidente entre navios russos e ucranianos
Moscou, por sua vez, relata frequentemente sobre a aproximação de aviões de reconhecimento estrangeiros do espaço aéreo russo.

Em outubro, o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, afirmou que, desde o início de 2018, caças russos levantaram voo mais de 120 vezes para impedir a possível violação de sua fronteira por aeronaves estrangeiras. O ministro também sublinhou o aumento das atividades de reconhecimento da OTAN na região do mar Báltico e do mar Negro.

Moscou disse em várias ocasiões que seus aviões militares realizam todos os voos em conformidade com a lei internacional e sem violar as fronteiras de outros Estados.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала