- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaro diz que Trump pode vir para sua posse como presidente no dia 1º de janeiro

© Foto / Valter Campanato/Agência BrasilO presidente eleito, Jair Bolsonaro, em entrevista coletiva em Brasília
O presidente eleito, Jair Bolsonaro, em entrevista coletiva em Brasília - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse nesta quinta-feira (29) que existe a possibilidade do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vir à sua posse, o que dependeria de outros compromissos que possam existir no dia 1º de janeiro.

"Eu ficaria muito honrado", acrescentou.

Bolsonaro avaliou positivamente o encontro que teve hoje pela manhã com o Conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton.

General da reserva, Antonio Hamilton Mourão. - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Em reunião com empresários, Mourão reitera desejo de intensificar privatizações no país
A reunião durou cerca de uma hora. "Foi mais um passo do Brasil em direção aos Estados Unidos e dos Estados Unidos em direção a nós", avaliou.

O presidente eleito pretende ir aos Estados Unidos nos primeiros meses de seu governo, o que ainda deverá ser organizado.

Bolsonaro confirmou, porém, que a primeira viagem ao exterior que fará como presidente terá três países da América do Sul no roteiro: Paraguai, Argentina e Chile. Ele também comentou a forma como pretende lidar com a Venezuela.

"É uma questão que vem lá de trás e temos que buscar soluções. Ela nem poderia ter entrado no Mercosul. Medidas têm que ser tomadas. Sabemos que lá existem aproximadamente 80 mil cubanos. A Venezuela hoje em dia tem mais esse agravante. É difícil tirar ela da situação em que se encontra. Mas nós faremos o possível pelas vias legais, obviamente, e pacífica, porque nós sentimos reflexo da ditadura que se instala na Venezuela".

De acordo com o presidente eleito, a mudança da embaixada brasileira em Israel para a cidade de Jerusalém é uma possibilidade que existe e já há conversas em andamento. Ele também reiterou sua posição sobre a Conferência das Partes da Convenção do Clima das Nações Unidas (COP-25), destinada a negociar a implementação do Acordo de Paris.

O Brasil havia se candidatado para sediar o evento, que deve ocorrer em novembro de 2019, mas retirou sua candidatura. Ontem (28), Bolsonaro já havia dito ter participado dessa decisão.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала