Rússia alega que cerca de 15.000 terroristas da Frente al-Nusra permanecem em Idlib

© AFP 2022 / Mohamed al-Bakour Província de Idlib, no noroeste da Síria
Província de Idlib, no noroeste da Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Cerca de 15 mil terroristas da Frente al-Nusra* continuam na província síria de Idlib, disse na quarta-feira o enviado especial do presidente russo na Síria, Alexander Lavréntiev.

"Na área de Idlib ainda resta um número significativo da Frente al-Nusra, mais de 15.000, esperamos que as formações armadas da oposição possam enfrentar a situação nesta área problemática e restaurar a ordem com suas próprias forças", disse Lavréntiev.

Vista da ponte da Crimeia atravessando estreito de Kerch - Sputnik Brasil
França e Alemanha rejeitam sanções contra Rússia por incidente em Kerch, diz jornal
Ao mesmo tempo, enfatizou que "é necessário, claro, que a Rússia esteja pronta para prestar toda a assistência possível, inclusive com a participação de unidades das forças do governo sírio".

Alexandr Lavréntiev também afirmou que os participantes do 11º encontro internacional sobre a Síria em Astana notaram a estabilização na Síria.

"Nós enfatizamos que a situação no território controlado pelo governo sírio em geral se estabilizou", disse ele.

*Grupo terrorista banido na Rússia

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала