- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Sócio da Localiza vai comandar Secretaria de Privatizações do governo Bolsonaro

© AP Photo / Eraldo PeresEsplanada dos Ministérios em Brasília (foto de arquivo)
Esplanada dos Ministérios em Brasília (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O executivo Salim Mattar, fundador e sócio da empresa de aluguel de automóveis Localiza, aceitou nesta sexta-feira o convite para comandar a Secretaria de Privatizações.

O órgão será vinculado ao Ministério da Fazenda no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro e responderá por projetos de desestatização e desinvestimentos.

Candidato à presidência Jair Bolsonaro, 7 de outubro de 2018 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Ministro da Educação de Bolsonaro disse que golpe de 1964 deve ser comemorado
A equipe econômica de Bolsonaro confirmou a informação. "O empresário Salim Mattar aceitou o convite do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, para assumir a Secretaria-Geral de Desestatização e Desmobilização, que será criada como parte da estrutura do Ministério da Economia no novo governo", informou a equipe por nota.

O empresário já teria sido sondado para chefiar a Secretaria de Indústria e Comércio, que também deverá ser integrada no "superministério da Economia".

O comunicado da equipe econômica informa ainda que Mattar é fundador e presidente do conselho da Localiza, uma das maiores locadoras de veículos do mundo, e integrante do Instituto Millenium, fundado por Guedes para promover o liberalismo econômico.

Mattar vai integrar a equipe econômica do próximo governo que já conta com os nomes de Roberto Campos Neto, que irá para o Banco Central; Roberto Castello Branco, que assumirá o comando da Petrobras; e Joaquim Levy, que vai presidir o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). 

Ontem (22), Guedes também confirmou o professor da Fundação Getulio Vargas (FGV), Rubem de Freitas Novaes, para o comando do Banco do Brasil; Pedro Guimarães, para a Caixa Econômica Federal; e Carlos Von Doellinger para estar à frente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) a partir do ano que vem, informou Agência Brasil.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала