- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Milicianos participaram da morte de Marielle, diz secretário de Segurança do RJ

© Foto / Mário Vasconcellos/Divulgação/ Câmara Municipal do Rio de JaneiroMarielle Franco, vereadora pelo PSOL, assassinada na noite do dia 14 de março
Marielle Franco, vereadora pelo PSOL, assassinada na noite do dia 14 de março - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, general Richard Nunes, afirmou nesta quarta-feira (21) que "com toda certeza" grupos milicianos estão envolvidos no assassinato da vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes.

"Não é um crime de ódio, falei isso logo na primeira entrevista que dei em março. É um crime que tem a ver com a atuação política, contrariedade de determinados interesses. E a milícia, com toda certeza, senão estava no mando do crime em si, está na execução", disse Nunes em entrevista à GloboNews.

Ministro da Defesa, Raul Jungmann, visita o sistema integrado de sensoriamento (Sisfron) próximo à fronteira com o Paraguai (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Governo fecha os olhos para formação de bancada de milicianos
O general também afirmou que "provavelmente" há políticos envolvidos no episódio. 

Marielle foi morta no Rio de Janeiro no dia 14 de março. Mais de 8 meses após o crime, ainda não se sabe quem foram os assassinos e os mandantes.

Nunes disse que pretende reunir "provas cabais" para que os responsáveis sejam considerados culpados na Justiça e que pretende elucidar o caso até o fim da intervenção federal no Rio. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала