Por que muitos países optam pelos mísseis russos S-400 ao invés dos americanos?

© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensO complexo lançador de mísseis S-400 Triumph desfila pela Praça Vermelha durante a Parada da Vitória em 9 de maio de 2017
O complexo lançador de mísseis S-400 Triumph desfila pela Praça Vermelha durante a Parada da Vitória em 9 de maio de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os sistemas de defesa antiaérea russos são significativamente mais baratos que seus análogos estadunidenses. No entanto, isso não diminui seu valor no teatro de operações e é uma das razões que leva os países a comprá-los.

Um sistema de mísseis russo S-400 custa aproximadamente US$ 500 milhões (R$ 1,9 bilhões) para os países estrangeiros. No entanto, tal preço é bastante mais barato que o de seus análogos estadunidenses Patriot Pac-2, que custa US$ 1 bilhão (R$ 3,7 bilhões) ou o THAAD, cujo preço atinge US$ 3 bilhões (R$ 11,3 bilhões). Esta é uma das principais razões pelas quais os países optam pelos mísseis russos, revela a CNBC.

Sistemas de defesa antimísseis S-400 da Rússia (foto do arquivo) - Sputnik Brasil
Mídia: o mais novo caça alemão é impotente perante mísseis S-400 russos
"Cerca de 143 países mostraram interesse em comprar o S-400, uma medida que pode desencadear mais sanções dos EUA por meio da Lei de Combate aos Adversários dos EUA por meio de Sanções que o presidente Donald Trump assinou em agosto de 2017. Em setembro, os EUA introduziram sanções contra a China por esta adquirir caças de combate e mísseis russos", explica a edição.

Ademais, destaca-se que a razão pela qual o armamento russo e, especialmente os sistemas de defesa antiaérea, são mais baratos do que os estadunidenses é que o armamento russo não possui contratos de manutenção obrigatórios como acontece no caso dos americanos.

"Quando os exércitos de terceiros países compram sistemas norte-americanos, além de os adquirirem, o que estão fazendo é comprar também colaboração com o exército dos EUA. E isso, junto com a manutenção e assistência técnica, é uma grande parte da diferença de preço ", explicou à CNBC Andrew Hunter, diretor do Grupo de Iniciativas Industriais de Defesa do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais de Washington.

Sistema de mísseis antiaéreos S-300 em competição internacional realizada como parte dos Jogos Internacionais do Exército 2016 no campo de treinamento russo de Ashuluk - Sputnik Brasil
Israel é capaz de superar sistemas russos S-300 e S-400, afirma analista
Por que existem tantos países que querem comprar os sistemas de defesa antiaérea russos em vez do THAAD ou do Patriot? Segundo uma das fontes consultadas pela cadeia, a razão é que muitos não querem passar pelo "difícil processo de compra" norte-americano. "Muitos desses países não querem esperar que os EUA regulem o assunto", disse uma fonte à mídia. O Kremlin não cria tantos problemas ou não faz tantas exigências àqueles que querem comprar seus complexos de mísseis.

Outro fator importante é que o S-400 "eclipsa até mesmo o THAAD, a joia na coroa da defesa antimíssil dos EUA" em termos de seu poder de fogo. O sistema russo é capaz de neutralizar rapidamente uma ampla gama de alvos.

Segundo indica a mídia, a China, que está envolvida em uma batalha comercial com os Estados Unidos, está prestes finalmente a adquirir o seu S-400. A Índia, principal compradora de armas russas, assinou um acordo com Moscou para as entregas dos S-400 apesar das ameaças de Washington. Espera-se que a Turquia, aliada da OTAN, receba este armamento em 2019.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала