Selfie salva jovem americano de 99 anos de prisão

© Fotolia / Marek YuralaitsHomem segurando um smartphone (imagem referencial)
Homem segurando um smartphone (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O norte-americano Christopher Precopia enfrentava 99 anos de prisão, mas conseguiu provar a inocência graças a um selfie, informou a emissora KVUE.

Em setembro de 2017, o jovem foi detido e acusado de ter atacado uma ex-namorada. A moça disse para a polícia que Christopher havia invadido sua casa e a ferido com uma faca de papel, deixando um corte em forma de "x" no seu peito.

Ícone do aplicativo WhatsApp - Sputnik Brasil
Como WhatsApp simplificará sua vida amorosa
A acusação se baseava apenas nas palavras da garota, enquanto Christopher insistia que passou toda a noite com a família. Mesmo assim, ele foi preso e a acusação exigiu para ele 99 anos de prisão. O rapaz foi libertado mais tarde quando os parentes pagaram uma fiança no valor de 150.000 dólares (R$ 561 mil), mas ainda precisava provar sua inocência.

O rapaz foi salvo por uma foto que ele fizera na noite do alegado ataque e postou nas redes. Naquele dia, ele estava jantando com a mãe em um hotel a 65 quilômetros da casa da suposta vítima. O selfie com a hora e a localização marcadas convenceu a polícia de que Christopher não podia ter cometido o alegado crime.

Mais tarde, a moça admitiu ter inventado toda a história para se vingar do ex-namorado com quem tinha relações difíceis.

Segundo a mídia, no caso há muitos aspetos pouco claros. Por exemplo, se a garota foi mesmo atacada ou se se cortou ela própria e por que a polícia não acreditou logo no testemunho das pessoas que estavam naquela noite no restaurante com Christopher.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала