Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Socos políticos: briga generalizada interrompe sessão parlamentar no Sri Lanka (VÍDEO)

© AP Photo / Lahiru HarshanaSri Lankan Lawmakers fight in the parliament chamber in Colombo, Sri Lanka, Thursday, Nov. 15, 2018
Sri Lankan Lawmakers fight in the parliament chamber in Colombo, Sri Lanka, Thursday, Nov. 15, 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Uma sessão parlamentar no Sri Lanka se transformou em um ringue após uma briga generalizada entre parlamentares. Um legislador acabou hospitalizado e outros foram acusados de fazer ameaças com uma faca.

A violência correu solta por quase 20 minutos durante uma sessão na manhã de quinta-feira, depois que os defensores do primeiro-ministro Mahinda Rajapaksa contestaram Karu Jayasuriya, presidente do Parlamento.

Eles foram combatidos por parlamentares leais a Ranil Wickremesinghe, que foi demitido de seu cargo de primeiro-ministro pelo presidente no final de outubro, no que seus defensores chamam de golpe político.

Imagens da sessão violenta mostram parlamentares envolvidos em uma briga barulhenta, empurrando uns aos outros. Alguns dos envolvidos caíram no chão e outros tentaram pular no meio e agir como pacificadores.

Leal a Rajapaksa, Dilum Amunugama foi agredido com um objeto cortante enquanto tentava pegar o microfone do orador e mais tarde foi internado em um hospital próximo em Colombo. Alguns deputados supostamente jogaram cestos de lixo e garrafas de água.

Enquanto isso, os parlamentares Ranjan Ramanayake e Palitha Thewarapperuma teriam ameaçado outros legisladores com uma faca.

O presidente do Sri Lanka, Maithripala Sirisena, inspeciona a guarda de honra de marinheiros durante o comissionamento de uma nova embarcação de patrulha no porto de Colombo, em 2 de agosto de 2017 - Sputnik Brasil
Japão e EUA procuram usar Sri Lanka para conter China na região Indo-Pacífico

"Ranjan Ramanayake e Palitha Thewarapperuma me ameaçaram com uma faca dentro da Câmara. Quando eu chamei a atenção para isso, ele [Jayasuriya] disse que não eram facas, mas espadas deveriam ser trazidas por causa do atual estado de coisas", declarou Indika Anuruddha, citado pela agência de notícias local Daily Mirror. Ele acrescentou que apresentou uma queixa policial.

Apesar do caos absoluto, o orador Jayasuriya parece se divertir em um ponto — embora todo o incidente tenha começado por pessoas correndo em sua direção.

O governo do Sri Lanka tem estado em tumulto desde que o presidente Maithripala Sirisena demitiu Wickremesinghe por tentar implementar um "novo conceito político liberal extremo" e negligenciar os desejos do povo.

O presidente substituiu o primeiro-ministro deposto por Rajapaksa, mas o Parlamento aprovou uma moção de desconfiança contra Rajapaksa em uma votação na última quarta-feira, seguida por um documento assinado. No entanto, o presidente Sirisena disse que não podia aceitar esse voto, uma vez que parecia ignorar a Constituição, o procedimento parlamentar e a tradição.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала