Ex-militar ucraniano aponta organizadores dos atentados planejados na Crimeia

© Sputnik / Eugene Odinokov / Abrir o banco de imagensAgente federal russo perto de um carro policial
Agente federal russo perto de um carro policial - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O canal de TV Rossiya 24 mostrou um vídeo do interrogatório do militar ucraniano Georgy Abdillaev, onde este fala sobre os autores dos ataques planejados na Crimeia em agosto de 2016.

De acordo com os dados do canal, Abdillaev "é um tenente-coronel aposentado da Direção Principal de Inteligência da Ucrânia." Ele foi detido na fronteira russo-ucraniana na região de Briansk, tendo oposto resistência à polícia.

Abdillaev relatou quem foram os agentes da Direção Principal de Inteligência ucraniana que planejaram os atentados (prevenidos pelo Serviço Federal de Segurança). Nas suas palavras, foram o chefe do departamento de inteligência especial Aleksandr Gromov, o chefe da reserva especial Maksim Shapoval e um funcionário do departamento de inteligência especial, Kirill Budanov.

"Em minha opinião, levando em conta as obrigações oficiais, a preparação e conhecimento das operações da inteligência militar ucraniana, Gromov e Shapoval eram os chefes, os organizadores da operação especial na Crimeia em agosto de 2016, mas Budanov foi um dos executores das sabotagens planejadas", declarou ele.

Ccidade de Sevastopol, Crimeia - Sputnik Brasil
'Joia da coroa': Ucrânia sonha reaver a Crimeia
Em 13 de novembro, Abdillaev voltará à Ucrânia, porque ele não participou em quaisquer ações terroristas, segundo estabeleceu o Serviço Federal de Segurança russo.

Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista em segurança Dmitry Efimov comentou que a ameaça não desapareceu.

"A Crimeia tem bastantes infraestruturas estratégicas e surgiram recentemente novas. Estas suscitam grande interesse por parte dos serviços da inteligência ucraniana que organizam a assim chamada resistência", declarou Efimov.

Para ele, entre as estruturas estratégicas que permanecem alvos de ameaça por causa do seu papel importante estão a ponte da Crimeia, inclusive o seu troço ferroviário, a ponte que assegura o abastecimento de energia elétrica à Crimeia e as infraestruturas ligadas ao abastecimento de água, que precisam de proteção especial, antes de mais durante o inverno.

Em agosto de 2016, o Serviço Federal de Segurança comunicou ter frustrado vários atentados na Crimeia, organizados pela Direção Principal de Inteligência do Ministério da Defesa da Ucrânia contra importantes infraestruturas da península. Foram detidos vários cidadãos ucranianos que relataram durante os interrogatórios sobre a preparação de uma série de explosões na Crimeia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала