Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Chanceler do Chile anuncia envio de avião à Venezuela para buscar chilenos

© AFP 2021 / Mandel NganO ministro das Relações Exteriores do Chile, Roberto Ampuero, fala durante uma coletiva de imprensa durante a 48ª Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) na sede da organização, em Washington, no dia 4 de junho de 2018.
O ministro das Relações Exteriores do Chile, Roberto Ampuero, fala durante uma coletiva de imprensa durante a 48ª Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) na sede da organização, em Washington, no dia 4 de junho de 2018. - Sputnik Brasil
Nos siga no
O Chile pretende enviar um avião de sua Força Aérea até o final de novembro para buscar cidadãos que pediram ajuda para voltar da Venezuela, afirmou o Ministro das Relações Exteriores do Chile, Roberto Ampuero.

"O Ministério das Relações Exteriores ajudará um importante grupo de chilenos que precisa retornar da venezuela. Devido a sérias dificuldades que eles enfrentarm para viver lá, eles querem retornar para o nosso país e nós ajudaremos eles a retornarem ao Chile", afirmou Ampuero. Ele ainda acrescentou o voo oficial será realizado entre a terceira e quarta semana de novembro.

Сhanceler venezuelano Jorge Arreaza - Sputnik Brasil
Colômbia tem 'obsessão' pela Venezuela, diz chanceler
Em 2018, o Ministério das Relações Exteriores do Chile já havia ajudado 75 cidadãos que se encontravam em situação de vulnerabilidade a retornarem ao país de origem. Há pelo menos 200 pedidos semelhantes de ajuda aguardando resposta do governo do Chile, de acordo com o Ministério.

"A situação na Venezuela é, sem dúvida, especial. A séria crise humanitária motivou pedidos de chilenos que querem voltar. Nós estimamos que o primeiro voo com chilenos viajando de volta deva acomodar metade desse grupo", disse Ampuero.

A Venezuela enfrenta uma crise política e econômica impulsionada pela queda dos preços do petróleo e a consequente diminuição da arrecação estatal.

Inflação galopante e escassez de produtos motivaram protestos de massa na Venezuela, ao mesmo tempo que cidadãos venezuelanos estão fugindo do país.

De acordo com a ONU, o fluxo de imigrantes da venezuelanos aumentou em mais de 10 vezes nos últimos anos, subindo de 89 mil, em 2015, para 900 mil, em 2017.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала