Presidente russo qualifica de 'boa' sua conversa com Trump em Paris

© Foto / Assessoria de imprensa da Presidência da Rússia / Abrir o banco de imagensMesa durante o lanche oferecido pelo presidente Macron aos líderes mundiais, em Paris, em 11 de novembro de 2018
Mesa durante o lanche oferecido pelo presidente Macron aos líderes mundiais, em Paris, em 11 de novembro de 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Hoje (11), os dois líderes participaram dos eventos comemorativos do 100º aniversário do armistício na Primeira Guerra Mundial, que estão decorrendo em Paris. A esperada conversa entre os políticos aconteceu, mas, pelo visto, foi curta.

Ao deixar o Palácio do Eliseu após o lanche oferecido pelo presidente Macron para os líderes mundiais, o líder russo respondeu que conseguiu falar com seu homólogo estadunidense, porém, não deu nenhuns detalhes, além de chamar a conversa de "boa".

Vladimir Putin, presidente da Rússia, participa dos eventos comemorativos ao 100º aniversário do armistício na Primeira Guerra Mundial, em Paris, em 11 de novembro de 2018 - Sputnik Brasil
Putin chama desejo europeu de criar exército comum de 'compreensível'
Entretanto, se esperava que a comunicação entre os dois presidentes fosse mais consistente. Uma das razões pelas quais acabou sendo breve teria sido a posição dos assentos durante o lanche oferecido pelo presidente Macron. Inicialmente, se pensava que os dois presidentes estariam sentados lado a lado, mas, no último momento, se soube que os políticos ficaram um de cada lado da mesa, ou seja, sem possibilidade de falar.

"É verdade. O Palácio do Eliseu mudou a posição dos líderes à mesa antes do início do lanche. Na versão final, o presidente russo Vladimir Putin e norte-americano Donald Trump estavam sentados um em frente do outro e não tiveram oportunidade de falar em detalhe", disse à Sputnik uma fonte que faz parte da delegação russa.

Porém, Trump e Putin disseram um ao outro "até breve" ao se despedirem, comunicou o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov. Planeja-se que eles se encontrem no fim do mês corrente em Buenos Aires, na cúpula do grupo G20, para ter um diálogo mais consistente às portas fechadas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала