Chancelaria russa: Acusações de Viena se baseiam em suspeitas sem provas

© Sputnik / Natalia Seliverstova / Abrir o banco de imagensMinistério das Relações Exteriores da Rússia na Praça Smolenskaya-Sennaya, Moscou
Ministério das Relações Exteriores da Rússia na Praça Smolenskaya-Sennaya, Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta sexta-feira, o chanceler austríaco Sebastian Kurz disse que um ex-coronel das Forças Armadas austríacas é suspeito de espionagem para a Rússia ao longo de cerca de duas décadas. O Ministério das Relações Exteriores russo reagiu às acusações dizendo não ver provas.

As declarações e ações de Viena em torno do caso de um ex-coronel acusado de espionagem para Moscou são baseadas em suspeitas e não há evidências que as apóiem, declarou o Ministério das Relações Exteriores da Rússia em comunicado divulgado há pouco.

O chanceler federal austríaco Sebastian Kurz aguarda o presidente russo no aeroporto de Graz, Áustria - Sputnik Brasil
Suspeito de suposta espionagem para a Rússia pode enfrentar até 10 anos de prisão
Mais cedo, o ministro russo Sergei Lavrov também manifestou descontentamento com o que classificou como 'diplomacia de megafone' promovida pela Áustria. Lavrov disse preferir o uso de canais diplomáticos convencionais para tratar de crises do tipo.

"Nós chamamos a atenção do embaixador para a declaração feita por Karin Kneissl, ministra para a Europa, Integração e Relações Exteriores da Áustria, que se as suspeitas de espionagem forem confirmadas, as relações russo-austríacas seriam seriamente agravadas", disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

O embaixador austríaco na Rússia, Johannes Aigner, foi convocado ao ministério russo na tarde desta sexta-feira para prestar informações sobre o incidente diplomático.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала