Conservadores prometem derrubar acordo do Brexit mesmo se isso levar caos à Irlanda

CC0 / / Brexit
Brexit - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Parlamentares eurocéticos não apoiarão o acordo de retirada do governo, mesmo se Theresa May conseguir acrescentar uma cláusula para resolver o impasse na fronteira irlandesa.

O ex-ministro Steve Baker disse nesta quinta-feira que a oposição ao acordo se estende muito além da questão da fronteira. Os Conservadores querem novas concessões por Bruxelas antes de se comprometerem com um endosso partidário.

"No final, não é realmente sobre a fronteira. A grande frustração é que o Reino Unido tem negociado consigo mesmo”, disse ele.

Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido, durante encontro da União Europeia em Bruxelas (arquivo) - Sputnik Brasil
Mídia: Theresa May se prepara para 'ultimato' ao Brexit na próxima semana
No entanto, Baker indicou que uma solução para o assunto seria um passo à frente, já que May pretende mobilizar apoio para reforçar as chances de um eventual acordo chegar ao Parlamento.

Além disso, Baker, que também é membro do Grupo de Pesquisa Europeu (ERG), disse que a votação de um acordo Brexit levaria a uma "profunda crise política" e permitiria que parlamentares eurocéticos do Partido Conservador conseguissem se deslocar da posição do bloco.

O Partido Democrático Unionista (DUP) — um importante aliado do governo — advertiu explicitamente que fará tudo ao seu alcance para bloquear um acordo "que ameaça dividir a Grã-Bretanha ou compromete a integridade do Acordo de Belfast" [que deu fim ao conflito entre as duas Irlandas ao eliminar a fronteira que separava a ilha], potencialmente forçando o governo a contar com o apoio parlamentares do partido Trabalhista para obter o acordo através do parlamento.

Bandeiras da União Europeia refletidas na entrada do Edifício Berlaymont, sede da Comissão Europeia, em Bruxelas - Sputnik Brasil
UE e Reino Unido pretendem celebrar acordo de livre comércio após Brexit
Enquanto isso, a premiê Theresa May está enfrentando a perspectiva de uma revolta dentro do próprio gabinete. O secretário de Comércio Internacional, Liam Fox, insiste que apenas o governo do Reino Unido — sem a contribuição de ninguém — está apto a abandonar o controle irlandês. Mais cedo, May prometeu não permitir que a União Europeia divida a Irlanda do Norte do resto da Grã-Bretanha, aparentemente buscando conquistar o apoio dos eurocéticos do partido e do DUP.

Outros membros do gabinete compartilham suas preocupações e não aceitam a solução proposta por May para o problema, segundo a imprensa local.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала