Príncipe saudita preso por acusações de corrupção é libertado após 11 meses

© Foto / Casa de Saud/DivulgaçãoKhalid bin Talal em foto de divulgação da Família Real Saudita.
Khalid bin Talal em foto de divulgação da Família Real Saudita. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O sobrinho do rei Salman, príncipe Khalid bin Talal foi libertado hoje depois de mais de 11 meses de prisão por acusações de corrupção. Khalid se tornou um forte crítico da operação que levou para a cadeia dezenas de membros da elite saudita, incluindo seu irmão, o bilionário príncipe Al-Waleed bin Talal.

As prisões foram conduzidas por ordem do herdeiro do trono, Mohammed bin Salman. À época, especulou-se que a ação teve como real objetivo limar possíveis rivais na corrida pelo controle do país. Com a pressão diplomática após o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, a família real decidiu soltar Khalid. 

"A liderança quer mostrar que quer mudar e está tomando algumas medidas sérias", disse um alto oficial saudita falando em condição de anonimato à Dow Jones. "A libertação de Khalid é bastante simbólica porque ele foi preso por ir contra o príncipe herdeiro", completou.

Embora não tenha feito nenhuma declaração pública após a soltura, Khalid foi visto em postagens do filho e de duas sobrinhas nas redes sociais. Seu primeiro compromisso logo ao sair da cadeia teria sido visitar um de seus filhos, que há mais de uma década vive em coma e com ajuda de aparelhos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала