Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Rússia e Cuba expressam 'séria preocupação' sobre saída dos EUA do INF

© AP Photo / Alexander ZemlianichenkoO presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel (à esquerda) e o presidente da Rússia, Vladimir Putin (à direita), durante encontro em Moscou.
O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel (à esquerda) e o presidente da Rússia, Vladimir Putin (à direita), durante encontro em Moscou. - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ao lado do presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canez, expressou preocupação acerca dos planos dos EUA de sair do Tratado de Forças Nucleares de Faixa Intermediária (INF).

Em um comunicado conjunto, os dois presidentes pedemq ue Washington reveja sua posição sobre o assunto. O comunicado foi divulgado após um encontro entre os dois presidentes em Moscou, durante a primeira visita do presidente cubano à Rússia.

"Os líderes da Rússia e de Cuba expressaram profundo pesar e séria preocupação sobre os planos dos EUA de saírem unilateralmente do Tratado de Forças Nucleares de Faixa Intermediária (INF). As duas partes apontaram que a decisão dos EUA pode causar consequências muito negativas para o sistema internacional de segurança e controle de armass e pediram aos Estados Unidos que revejam as intenções de deixar o tratado", expressou o comunicado conjunto dos dois presidentes.

No dia 20 de outubro, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que seu país deixaria o INF, pois, segundo ele, Moscou não estaria respeitando o tratado.

O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel (à esquerda) e o presidente russo,Vladimir Putin, (à diretia) após encontro realizado em Moscou. - Sputnik Brasil
Cooperação militar entre Rússia e Cuba está em fase de negociação
O Kremlin refutou as acusações e acrescentou que a Rússia seria forçada a tomar medidas para garantir sua segurança caso os Estados Unidos deixassem  o tratado.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse através de um comunicado que Washington entregou ao Kremlin uma lista de queixas sobre a implementação do acordo e que Moscou estaria preparando uma resposta.

Putin disse que Moscou está pronta para discutir a possível saída dos EUA do INF com os aliados dos EUA sem histeria. O presidente russo também disse que espera poder falar sobre esse assunto durante seu encontro com Trump em Paris, marcado para o dia 11 de novembro.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала