VÍDEO mostra momento assustador durante o acidente com foguete russo Soyuz

© Sputnik / Aleksei Filippov / Abrir o banco de imagensLançamento de foguete portador Soyuz-FG transportando a nave Soyuz MS-04 do cosmódromo de Baikonur
Lançamento de foguete portador Soyuz-FG transportando a nave Soyuz MS-04 do cosmódromo de Baikonur - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Roscosmos publicou o vídeo dramático filmado a bordo do veículo Soyuz-FG, que perde o controle durante falha no lançamento.

Uma comissão designada para investigar a falha no lançamento ocorrida em 11 de outubro de uma missão tripulada à Estação Espacial Internacional (EEI) com um cosmonauta russo e um astronauta americano a bordo, divulgou suas descobertas, revelando que a causa foi um sensor defeituoso que havia sido danificado durante a montagem.

A Roscosmos publicou o vídeo dramático filmado a bordo do foguete de lançamento Soyuz-FG, que perdeu o controle após a separação anormal de um de seus propulsores, o que levou a uma perfuração do tanque de combustível no bloco central do foguete, à despressurização e perda de estabilidade.

Lançamento do Soyuz-FG do cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão, em 11 de outubro de 2018 - Sputnik Brasil
Roscosmos indica possível causa do acidente durante lançamento da nave Soyuz
Na quinta-feira, a comissão de emergência criada para investigar o incidente encontrou o culpado: um sensor deformado que impedia a abertura de uma tampa do bocal de escape do tanque de oxidação de combustível do propulsor secundário. Foi revelado que o sensor foi danificado durante o processo de montagem do foguete no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. Além da revisão de mais dois foguetes adicionais preparados para lançamentos futuros, em resposta ao incidente a indústria espacial russa introduziu novas medidas de controle, incluindo documentação adicional em fotos e vídeos e outras formas de monitoramento durante a montagem de foguetes.

O cosmonauta russo e comandante da missão Aleksei Ovchinin e o astronauta e engenheiro de voo americano Nick Hague se ejetaram em uma cápsula de resgate a cerca de 50 km da atmosfera terrestre em 11 de outubro, depois de o foguete Soyuz ter tido uma falha devido ao mau funcionamento de um propulsor. Eles pousaram ilesos no Cazaquistão.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала