Vice-chanceler: Rússia e Bielorrússia têm capacidade para reagir à base dos EUA na Polônia

© Sputnik / Igor Russak / Abrir o banco de imagensObus autopropulsado Msta-S durante os exercícios conjuntos da Rússia e Bielorrússia ‘Escudo da União 2015’ na região de Leningrado, Rússia, setembro de 2015
Obus autopropulsado Msta-S durante os exercícios conjuntos da Rússia e Bielorrússia ‘Escudo da União 2015’ na região de Leningrado, Rússia, setembro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia e a Bielorrússia dispõem de potencial técnico-militar para reagir de modo adequado às ameaças ligadas à possível implantação de uma base permanente dos EUA na Polônia, comunicou na quinta-feira (1) o diplomata russo Aleksandr Grushko à margem da Conferência de Segurança de Munique, que está decorrendo em Minsk.

"A Rússia e a Bielorrússia dispõem de todo um espectro de medidas técnico-militares que o permitem fazer de forma eficaz e sem muitos custos", disse Gruskko respondendo a uma questão sobre a criação da base. De acordo com ele, os dois países possuem suficiente potencial para "em quaisquer cenários garantir de modo seguro os interesses da capacidade defensiva e da segurança", disse o vice-ministro russo das Relações Exteriores, Alexandr Grushko.

Cerimônia oficial de boas-vindas às tropas dos EUA em Zagan, Polônia, em 12 de janeiro de 2017 - Sputnik Brasil
Por que 'Forte Trump' na Polônia seria ideia ruim para Estados Unidos e Europa?
Segundo o diplomata, as perguntas mais concretas devem ser dirigidas aos militares. Ele sublinhou mais uma vez que os dois países possuem todo um leque de possibilidades técnico-militares para reagir com eficácia e sem muitos custos.

"Será uma demonstração convincente de que os países que hoje chamam tropas estrangeiras para o seu território não só não reforçam sua segurança, como se expõem a um perigo elevado", declarou Grushko.

Anteriormente, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou, após reunião com o presidente da Polônia Andrzej Duda, que sua administração está considerando o estabelecimento de uma base militar permanente em território polonês e que Varsóvia está disposta a pagar "bilhões de dólares" por essa instalação.

Na Polônia está presentemente implantada, em regime rotativo, uma brigada de tanques dos EUA com cerca de 3,5 mil homens. No território do país também foi posicionado um batalhão multinacional da OTAN com 1 mil militares.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала