Copenhague: Irã planejou assassinato em território da Dinamarca

CC BY 2.0 / 2benny / Copenhagen, DenmarkCopenhague, a capital de Dinamarca (foto de arquivo)
Copenhague, a capital de Dinamarca (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Dinamarca convocou seu embaixador em Teerã, após revelação de informações sobre os preparativos para um assassinato no território do país escandinavo, supostamente pelos serviços secretos iranianos, informou o ministro das Relações Exteriores da Dinamarca, Anders Samuelsen.

"A conspiração iraniana para assassinar em solo dinamarquês é totalmente inaceitável. O embaixador dinamarquês foi convocado para consultas", disse Samuelsen.

Segundo o ministro, Copenhague "vai discutir com os parceiros europeus nos próximos dias possíveis medidas" contra o Irã.

Lançamento de mísseis iranianos desde a cidade Kermanshah contra terroristas na margem leste do rio Eufrates na Síria, 1º de outubro de 2018 - Sputnik Brasil
Resposta do Irã ao atentado em Ahvaz 'é um sinal para todos os adversários na região'
Na terça-feira, o Chefe de Segurança e Inteligência da Dinamarca, Finn Borch Andersen, citado pela imprensa local, relatou que um cidadão norueguês de origem iraniana, preso em 21 de outubro na cidade sueca de Gotemburgo, é acusado de planejar um homicídio.

Andersen explicou que seu suposto alvo era o líder do ramo dinamarquês do movimento árabe Luta de Libertação de Ahvaz, grupo insurgente que defende a criação de um Estado árabe independente na província iraniana de Khuzestan (sudoeste) e é considerado uma organização terrorista por Teerã.

De acordo com Andersen, Copenhague acredita que agências de inteligência iranianas têm planejado o assassinato em território dinamarquês.

O ministério das Relações Exteriores dinamarquês também convocou o embaixador iraniano em seu país, Morteza Moradian, para discutir o "inaceitável" comportamento de Irã.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала