Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Assessor de Trump avisa que mísseis chineses ameaçam 'coração da Rússia'

© AFP 2021 / Greg BakerVeículo militar levando o míssil chinês DF-21D
Veículo militar levando o míssil chinês DF-21D - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os EUA pretendem discutir com a Rússia o perigo que o desenvolvimento técnico-militar da China pode trazer, considerando-o uma ameaça séria para Moscou.

O assessor de segurança nacional dos EUA, John Bolton, assegurou que Washington quer realizar conversações com Moscou sobre a atividade militar da China.

As declarações foram feitas durante a sua visita oficial a Tbilisi, capital de Geórgia.

Nas suas palavras, citadas pela agência Reuters, os mísseis chineses representam uma ameaça para Moscou, pois o "coração da Rússia" encontra-se na zona de seu alcance.

Ao mesmo tempo, o assessor do mandatário norte-americano comentou a retirada dos EUA do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF), chamando o documento de 'relíquia da Guerra Fria'.

Complexos S-400 Triumph lançam mísseis durante treinamentos da Força Aeroespacial da Rússia - Sputnik Brasil
Novo míssil hipersônico russo 'mudará as regras do jogo', escreve edição americana
Em 20 de outubro, Donald Trump declarou a intenção dos EUA de se retirarem do Tratado INF, explicando-a com alegadas violações da parte russa das condições do tratado.

O tratado foi assinado em 1987 pelo ex-presidente da União Soviética, Mikhail Gorbachev, e pelo então presidente norte-americano, Ronald Reagan, que concordaram em destruir todos os mísseis balísticos terrestres e de cruzeiro, nucleares ou convencionais, cujo alcance estivesse entre 500 e 5.500 km.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала