Navio naufragado há mais de 2.400 anos é descoberto nas profundezas do mar Negro (FOTO)

© Foto / Rodrigo Pacheco-RuizImagem do navio, deitado no fundo do mar Negro, reconstruída com técnica 3D
Imagem do navio, deitado no fundo do mar Negro, reconstruída com técnica 3D - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Navio naufragado intacto mais antigo do mundo foi descoberto no mar Negro. Arqueólogos dizem que a embarcação de 23 metros permaneceu intacta por mais de 2.400 anos.

Arqueólogos descobriram o que acreditam ser o mais antigo naufrágio intacto do mundo, no fundo do mar Negro, onde parece ter permanecido intacto por mais de 2.400 anos, informa o The Guardian.

© Foto / Rodrigo Pacheco-RuizNavio, descoberto no fundo do mar Negro mais de 2.400 anos depois de naufrágio
Navio, descoberto no fundo do mar Negro mais de 2.400 anos depois de naufrágio - Sputnik Brasil
Navio, descoberto no fundo do mar Negro mais de 2.400 anos depois de naufrágio
O navio de 23 metros, considerado ser da Grécia antiga, foi descoberto com seu mastro, lemes e bancos de remos presentes e em posição correta a pouco mais de um quilômetro abaixo da superfície. A falta de oxigênio nessa profundidade o preservou, disseram os pesquisadores.

"Um navio do mundo clássico sobrevivendo intacto, deitado sob mais de dois quilômetros de água, é algo que eu nunca teria acreditado ser possível", disse o professor Jon Adams, investigador principal do Projeto de Arqueologia Marítima do Mar Negro (MAP), a equipe que realizou esta descoberta. "Isso vai mudar nosso entendimento da construção naval e navegação marítima no mundo antigo."

Acredita-se que o navio tenha sido um navio comercial de um tipo que, segundo os pesquisadores, só foi visto anteriormente "na superfície da antiga cerâmica grega, tal como o Vaso das Sereias no Museu Britânico".

Mergulhadores descobrem navio português - Sputnik Brasil
Encontrado navio que naufragou há 4 séculos em Portugal (FOTOS)
Aquele trabalho, que data aproximadamente do mesmo período, retrata uma embarcação similar que leva Ulisses passando junto às sereias, com o herói homérico amarrado ao mastro para resistir às suas canções.

Segundo se informa, a equipe disse que pretendia deixar a embarcação onde foi encontrada, mas acrescentou que um pequeno pedaço havia sido datado por carbono pela Universidade de Southampton e alegou que os resultados "[o] confirmaram como o naufrágio intacto mais antigo conhecido da humanidade". A equipe disse que os dados serão publicados na conferência do Mar Negro em Londres, no final desta semana. Eles também fizeram um filme de duas horas que será exibido no Museu Britânico na terça-feira.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала