EUA temem que Rússia revenda petróleo iraniano salvando Teerã das sanções

CC0 / Pixabay / Extração de petróleo
Extração de petróleo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Casa Branca teme que a Rússia possa ajudar Teerã a contornar as sanções vendendo petróleo iraniano, escreve o jornal Financial Times, citando uma fonte na administração de Donald Trump.

"O Irã pode estar promovendo a ideia de a Rússia vender seu petróleo no mercado global para escapar às sanções. Eu dissuadiria a Rússia até de pensar nisso. É do interesse da Rússia não facilitar aos iranianos esquivar-se às sanções norte-americanas", disse o interlocutor do jornal.

Produção de petróleo - Sputnik Brasil
Volume sem precedentes de petróleo iraniano desafia sanções e chega à China
Anteriormente, foi informado que a Rússia poderá comprar petróleo ao Irã para revender depois, permitindo a Teerã evitar as restrições econômicas impostas por Washington. A estratégia teria sido aprovada pelos líderes da Rússia, Irã e Turquia no âmbito da cúpula trilateral em Teerã em 7 de setembro.

Os Estados Unidos voltaram a introduzir em 7 de agosto sanções contra o Irã. As restrições relativas à exportação de petróleo iraniano entrarão em vigor em 5 de novembro.

A União Europeia não reconhece a reintrodução das sanções por parte dos EUA e não permite que as empresas europeias as observem, mas estas de facto estão pondo fim a seus negócios com o Irã receando punições de Washington. Os EUA anunciaram o objetivo de fazer com que as importações de petróleo iraniano por parte dos diversos países "sejam reduzidas a zero".

"Nosso fim permanece reduzir a zero as importações de petróleo do Irã o mais rápido possível, o mais desejável até 4 de novembro", afirmou um porta-voz do Departamento de Estado, citado pelo Financial Times.

Porém, nas últimas semanas, as autoridades dos EUA afirmaram pela primeira vez que também estão preparadas para oferecer isenções e reduções especiais para alguns compradores, aumentando as chances de Teerã de continuar a exportar petróleo para os países que demonstrem ter reduzido o volume geral de importações de petróleo iraniano, escreve a edição. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала