Turquia diz não querer que caso de Khashoggi 'prejudique relações com sauditas'

© AP Photo / Emrah GurelUm pôster do jornalista saudita Jamal Khashoggi, em uma barreira que bloqueia a estrada que leva ao consulado da Arábia Saudita em Istambul.
Um pôster do jornalista saudita Jamal Khashoggi, em uma barreira que bloqueia a estrada que leva ao consulado da Arábia Saudita em Istambul. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Turquia não quer que a situação com o assassinato do jornalista de oposição saudita Jamal Khashoggi no consulado saudita em Istambul tenha um impacto negativo nas relações entre Ancara e Riad, disse o porta-voz presidencial turco Ibrahim Kalin.

"Nada será escondido do público [sobre o caso Khashoggi]. Nosso principal objetivo é investigá-lo completamente. Devemos trabalhar em conjunto com a Arábia Saudita para evitar lacunas [de investigação]. Mas não queremos que a situação ofusque nossa relações com a Arábia Saudita, com o qual temos muitos projetos e campos de cooperação. É o nosso país fraterno, é por isso que o processo é muito sensível ", afirmou Kalin.

Riad, capital da Arábia Saudita - Sputnik Brasil
Arábia Saudita: Riad não sabe como Khashoggi foi morto
Khashoggi, que trabalha como colunista do The Washington Post, foi visto pela última vez no consulado saudita em Istambul no dia 2 de outubro.

Após mais de duas semanas de negação, a Arábia Saudita admitiu na sexta-feira pela televisão estatal que o jornalista havia sido morto em uma briga dentro do consulado. De acordo com Riad, 18 pessoas foram presas devido ao envolvimento no incidente.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала