Guarda-florestal tem rosto atingido por flecha e acaba tirando-a sozinho (IMAGEM FORTE)

Nos siga noTelegram
No Quênia, um "caçador de caçadores ilegais" quase morreu depois de ter seu rosto atingido por uma flecha, escreveu a edição britânica Daily Mail.

De acordo com a edição, durante turno de patrulha, o guarda-florestal William Hofmeyr, de 51 anos de idade, viu um morador local dormindo debaixo de uma árvore e foi despertá-lo para avisar sobre uma alcateia de leões se aproximando.

Tomografia de crânio humano - Sputnik Brasil
Chinês encontra prego de quase 5 cm na cabeça e afirma 'não faço ideia como surgiu'
Passados alguns segundos, Hofmeyr sentiu uma forte dor na bochecha direita e viu que havia uma flecha enfiada nela.

Olhando ao redor, o homem viu uma pessoa vestindo roupas tradicionais da tribo masai com um arco nas mãos. Hofmeyr atirou duas vezes no céu, sentou-se em seu carro e foi perseguindo o atirador, sangrando.

"Sentia muita dor, porque uma ponta da flecha estava saindo do carro e atingindo arbustos por onde estava passando", contou o caçador. 

A perseguição, que durou uma hora, acabou sem êxito. No fim das contas o caçador foi ao hospital, chocando os médicos com seu aspecto. Estes não conseguiram ajudá-lo. 

© Foto / Olarro ConservancyGuarda-florestal atingido por uma flecha
Guarda-florestal atingido por uma flecha  - Sputnik Brasil
Guarda-florestal atingido por uma flecha

"Afinal, eu lhes disse que conseguiria sozinho. Peguei uma ponta da flecha, empurrei pela bochecha e entreguei a uma das enfermeiras", acrescentou.

Depois da limpeza do ferimento, o homem voltou ao trabalho logo em seguida.

De acordo com ele, o atirador se aproveitou de que naquele dia ele estava trabalhando sozinho.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала