Bolton: EUA e Rússia se beneficiarão de sanções contra o Irã

© AP Photo / Susan WalshJohn Bolton na Casa Branca.
John Bolton na Casa Branca. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O conselheiro de segurança nacional John Bolton tem realizado uma série de conversas em Moscou com altos funcionários russos, incluindo o ministro das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, e o secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev.

Falando em Moscou, Bolton disse que as sanções de Washington contra Teerã tiveram um impacto no mercado global de petróleo e que tanto a Rússia quanto os EUA se beneficiariam da decisão dos EUA.

Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton - Sputnik Brasil
Bolton: efeitos das sanções dos EUA sobre Irã são 'mais fortes do que esperávamos'
Dizendo que os EUA aumentaram sua própria produção e exportação, Bolton disse que a Rússia também poderia se beneficiar do declínio da produção iraniana. "É verdade que a Rússia como exportadora de petróleo se beneficiará do aumento dos preços do petróleo. E nós também nos beneficiaremos. Mas com o tempo, o mercado se nivelará", disse Bolton, falando à rádio russa Echo Moskvy.

Segundo a autoridade norte-americana, as sanções dos EUA contra o Irã visam colocar "a máxima pressão sobre Teerã para mudar seu comportamento".

Comentando outras questões, incluindo a possibilidade de outro encontro entre os presidentes Putin e Trump, Bolton disse que uma cúpula individual como a que ocorreu em Helsinki no começo deste ano é possível.

Quanto às alegações de interferência russa nas eleições nos EUA, Bolton afirmou ter dito a seus colegas russos que tal interferência, se ocorresse, provavelmente não teria qualquer efeito real.

Refinaria de petróleo (imagem referencial) - Sputnik Brasil
EUA não conseguirão cortar nossas exportações de petróleo, diz autoridade do Irã
No que diz respeito aos tratados de armas entre russos e americanos, Bolton disse que Washington ainda não finalizou sua posição sobre a possibilidade de estender o novo tratado de controle de armas START. Ainda há tempo para fazê-lo.

Bolton se reuniu com seu colega Nikolai Patrushev na segunda-feira em Moscou para discutir questões que vão desde a possível retirada dos EUA do Tratado de Forças Nucleares Intermediárias até Irã, Coreia do Norte, Síria, Afeganistão, Ucrânia e combate ao terrorismo internacional, tráfico de drogas e migração ilegal.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала