Britânica processa fabricante de cama após ter sido 'catapultada' durante sexo

Nos siga noTelegram
Uma britânica está processando uma fabricante de móveis após ter sofrido um grave trauma da espinha dorsal durante o sexo, acidente que, segundo ela, foi causado por um sofá-cama defeituosa.

O incidente com Claire Busby, de 46 anos, ocorreu em 2013 após ela fazer reformas em casa. A mulher comprou novos móveis, incluindo a cama. Segundo a britânica, ela fazia amor com seu parceiro nessa cama que, a certo momento, a "catapultou". Ela caiu batendo com cabeça no chão, o que provocou a paralisia.

Selfie no smartphone - Sputnik Brasil
Mulher cai do 27º andar enquanto tira uma selfie (IMAGENS FORTES)
"Eu me virei, baixei a mão e senti como se fosse catapultada da parte de trás da cama. Bati no chão com a cabeça, caí para o lado e senti como se uma mola estalasse no meu corpo", disse a mulher, citada pelo The Telegraph. Após o acidente, Busby ficou paralítica.

A britânica alega que a cama tinha defeitos, pois as duas partes da base que seguravam o colchão não estavam correctamente fixadas, entre outros. A mulher está processando a empresa produtora, exigindo uma indenização por danos em um valor correspondente a sete dígitos.

A produtora Beds Are Uzzz, por sua parte, nega ter culpa no incidente, afirmando que a mulher e seu parceiro estavam muito perto da beira da cama e que ela simplesmente perdeu o equilíbrio e caiu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала