Enviado russo examina exterior de instalações diplomáticas fechadas de São Francisco

© AFP 2022 / Josh EdelsonAs pessoas passam pelo Consulado-Geral da Rússia em São Francisco, Califórnia.
As pessoas passam pelo Consulado-Geral da Rússia em São Francisco, Califórnia. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoly Antonov, disse a repórteres no domingo que examinou as propriedades diplomáticas russas de fora.

"Eu e meus colegas fomos ver o prédio onde residia nosso cônsul-geral e depois fomos ao nosso consulado-geral", disse Antonov. "Estes são edifícios vazios, não há diplomatas russos lá. É triste."

O embaixador, que está em visita a São Francisco, disse sentir que os cidadãos russos na área sofrem com a falta de assistência consular.

"Acho que chegará o momento em que os Estados Unidos perceberão a necessidade de devolver todos os edifícios apreendidos ilegalmente tirados de nós. E neste caso, as relações EUA-Rússia se desenvolverão melhor. E, além disso, será mais fácil para os cidadãos russos para morar aqui".

Entrevista coletiva da representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova - Sputnik Brasil
Zakharova: 'agentes Smith' revistam o Consulado da Rússia em São Francisco
O embaixador notou que ninguém abordou os diplomatas enquanto examinavam os prédios.

"Eu não queria provocar ninguém. Quero conhecer a condição da propriedade russa", disse ele. "É triste ver mastros vazios sem bandeiras russas".

O governo do presidente dos EUA, Donald Trump, fechou o Consulado Geral da Rússia em São Francisco e realizou buscas nas missões comerciais em Nova York e Washington, DC no ano passado em resposta à decisão de Moscou de reduzir o número de funcionários diplomáticos dos EUA na Rússia.

Em março, os Estados Unidos fecharam o consulado russo em Seattle por alegações do envolvimento de Moscou no envenenamento do ex-oficial de inteligência russo Sergei Skripal no Reino Unido, embora o Kremlin negasse firmemente qualquer envolvimento. Funcionários do Departamento de Estado dos EUA entraram na residência oficial do ex-cônsul russo depois de quebrar todas as fechaduras.

Moscou disse que as ações dos Estados Unidos constituíam uma violação do direito internacional, incluindo a Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas e Consulares.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала