'Mais um fracasso': analista comenta suspensão de voos de caças F-35

CC0 / / Caça norte-americano F-35 Lightning II
Caça norte-americano F-35 Lightning II - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Pentágono ordenou cessar todos os voos de caças F-35 por causa de um possível defeito técnico. O especialista militar Yuri Zverev comentou ao serviço russo da Rádio Sputnik que esse projeto se tornou uma tarefa demasiado difícil para os norte-americanos.

O Pentágono ordenou a suspensão de todos os voos dos caças de quinta geração F-35, comunicou a entidade miliar dos EUA.

Segundo a opinião de especialistas, no sistema de combustível dos caças pode haver um defeito. No caso de se detectar a peça defeituosa, ela será substituída. Além disso, todos os caças F-35 que estão no serviço nos EUA e noutros países serão examinados.

"É de esperar que o exame seja concluído no prazo de 24 a 48 horas", acrescentaram os representantes do Pentágono.

Não relaxe demais, F-35, já que pretende ser o melhor do mundo - Sputnik Brasil
Não relaxe demais, F-35, já que pretende ser o melhor do mundo
Essa decisão foi tomada depois da primeira queda de um avião F-35B do Corpo de Fuzileiros dos EUA, acontecida em 28 de setembro no estado da Carolina do Sul. O piloto conseguiu se catapultar com sucesso.

O especialista militar e professor universitário Yuri Zverev comentou ao serviço russo da Rádio Sputnik essa decisão do Pentágono.

"Primeiro, em 27 de setembro, teve lugar a estreia em combate do F-35 no Afeganistão, que foi recebida demasiado ceticamente nos EUA, visto que o avião é muito caro, mas foi usado contra guerrilheiros mal armados. É como matar pardais com um canhão. No dia seguinte, na base de Beaufort, na Carolina do Sul, caiu um avião do mesmo tipo", comentou Yuri Zverev.

Caça norte-americano F-35 - Sputnik Brasil
EUA atualizam caças F-35, demonstrando insegurança diante dos S-300 na Síria, diz mídia
Para ele, como medida de precaução os EUA decidiram cessar os voos não só do F-35B, mas também do F-35A e do F-35C, ou seja, de todas as três modificações. O especialista opina que essa epopeia já dura infinitamente, o projeto F-35 se tornou uma tarefa demasiado difícil para os norte-americanos.

"Os EUA começaram um negócio impossível: elaborar um caça furtivo de quinta geração, além disso, único para a Marinha, Força Aérea e Corpo de Fuzieiros", declarou o especialista.

Ele acrescentou que os EUA já tentaram criar um avião único na década de 60, mas apenas para a Marinha e Força Aérea — o F-111. Naquela época a tentativa fracassou e isso se repetiu agora mais uma vez.

Para o Pentágono, o programa de criação do Lockheed Martin F-35 Lightning II acabou sendo o mais caro na história da produção de armas, custando cerca um trilhão e meio de dólares.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала