Senadores criticam ajuda militar dos EUA à Arábia Saudita

© AFP 2022 / FAYEZ NURELDINESoldados sauditas no sudoeste da Arábia Saudita, 13 de abril de 2015
Soldados sauditas no sudoeste da Arábia Saudita, 13 de abril de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, deve explicar a aprovação de ajuda militar à Arábia Saudita e aos Emirados Árabes Unidos, disseram sete senadores em uma carta.

"Estamos céticos quanto à certificação de que os dois governos empreenderam ações demonstráveis para reduzir os danos aos civis, pois a coalizão saudita falhou em adotar algumas das recomendações dos EUA relativas às mortes de civis, já que mortes de civis em ataques aéreos da coalizão aumentaram dramaticamente nos últimos meses", ponderou o texto de carta divulgado nesta quarta-feira. Os legisladores pediram a Pompeo que entregue dados sobre o aumento de baixas civis, entre outros pedidos, até 31 de outubro.

Armas de fogo de artilharia do exército saudita em direção às posições houthis da fronteira saudita com o Iêmen. - Sputnik Brasil
HRW: Ataques contra civis no Iêmen podem restringir a venda de armas dos EUA para a Arábia
No mês passado, apesar de um relatório da ONU que acusou a coalizão liderada pela Arábia Saudita de ser responsável por cerca de 16 mil mortes no Iêmen, Pompeo certificou ao Congresso que a coalizão estava limitando as baixas civis no conflito, abrindo caminho para mais ajuda militar dos EUA.

A carta foi assinada pelos senadores Chris Murphy, Todd Young, Jeanne Shaheen, Susan Collins, Chris Coons, Jerry Moran e Jeff Merkley.

O Iêmen vive uma guerra civil, com o governo liderado por Abd Rabbuh Mansur Hadi lutando contra o movimento Houthi. O governo é apoiado pela coalizão liderada pela Arábia Saudita, que vem realizando ataques aéreos em áreas controladas pelos houthis desde março de 2015.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала