'Temos tempo para reagir ao nascimento do fascismo na América Latina', diz Maduro

© Ariana Cubillas/APNicolás Maduro anuncia congelamento de contas de várias empresas do Panamá
Nicolás Maduro anuncia congelamento de contas de várias empresas do Panamá - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, disse nesta segunda-feira (8) que a América Latina ainda pode reagir ao ressurgimento do fascismo no continente e que seu país deve continuar a ser uma fortaleza contra essa ideologia.

"Temos tempo para reagir ao nascimento do fascismo na América Latina. A Venezuela precisa ser defendida como uma das fortalezas antifascistas que resistiram ao fascismo e vence a intolerância dessa ideologia", disse Maduro um dia após o ultradireitista brasileiro Jair Bolsonaro obter 46% dos votos no primeiro turno da eleição presidencial.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro - Sputnik Brasil
Governo da Venezuela diz que vereador opositor detido cometeu suicídio
Bolsonaro disputará a presidência no dia 28 deste mês no segundo turno contra o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), Fernando Haddad, herdeiro do ex-presidente Lula. Haddad recebeu 29,2% dos votos. 

A direita assumiu governos na América Latina nos últimos anos, após anos tumultuados da esquerda no Executivo. Argentina, com Mauricio Macri, e Chile, com Sebastián Piñera, são exemplos dessa mudança. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала