Presidente da Naftogaz: Ucrânia está a beira do default e depende do FMI

© Fotolia / Prokop.photoGrívnia, moeda nacional da Ucrânia
Grívnia, moeda nacional da Ucrânia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Sem um crédito do Fundo Monetário Internacional (FMI), a Ucrânia pode declarar moratória da dívida externa, disse nesta terça-feira o diretor executivo da gigante ucraniana do setor de gás, a estatal Naftogaz, Andrei Kobolev.

Mais cedo, o presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, negou a possibilidade de um "default" em 2019, apesar de uma série de prazos da dívida do país vencerem no ano que vem.

Bandeiras nacionais da Ucrânia e EUA - Sputnik Brasil
Recomendações dos EUA e FMI provocam 'genocídio' na Ucrânia, diz deputado
"A minha compreensão da situação econômica me diz que, sem um crédito do FMI, a Ucrânia pode declarar moratória da dívida", afirmou Kobolev em entrevista à imprensa local.
Ele acrescentou que foi incluído pelo governo em um grupo que negociará com o FMI.
No início de setembro, o primeiro-ministro da Ucrânia, Vladimir Groysman, declarou que o aumento dos preços de gás para a população, exigido por FMI, é uma medida que o governo se viu forçado a adotar para garantir os pagamentos da dívida externa. Segundo ele, se os preços para a população não aumentarem, uma catástrofe financeira se abaterá contra o país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала