Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Netanyahu: abate do Il-20 russo poderia ter causado consequências mais graves

© AP Photo / Matt DunhamIsraeli Prime Minister Benjamin Netanyahu gives an address at the London Stock Exchange in the City of London, Friday, Nov. 3, 2017.
Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu gives an address at the London Stock Exchange in the City of London, Friday, Nov. 3, 2017. - Sputnik Brasil
Nos siga no
O incidente com o Il-20 russo, abatido sobre o mar Mediterrâneo, poderia ter causado "consequências mais sérias", afirmou o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

A afirmação foi feita pelo premiê após o encontro com o presidente norte-americano Donald Trump às margens da 73ª sessão da Assembleia Geral da ONU, segundo a rádio estatal israelense Kan. Netanyahu não especificou que consequências exatamente tinha em vista, mas afirmou ter recebido algumas garantias do presidente Trump quanto às ações em curso de Israel contra a presença militar do Irã na Síria.

"Recebi o que pedi. Eu apresentei pontos específicos e consegui resposta para eles", disse Netanyahu em um briefing sobre a conversa com Trump, citado pelo jornal The Times of Israel

O político também sublinhou que o país continuará agindo contra o aumento da presença militar do Irã na Síria e, ao mesmo tempo, planeja manter o diálogo com Moscou.

Sistema de defesa aérea S-300 - Sputnik Brasil
Incidente com Il-20 diminuirá possibilidades militares de Israel e Ocidente na Síria?
Em 17 de setembro, um míssil S-200 do sistema de defesa aérea sírio abateu um avião russo Il-20, que estava voltando para a base de Hmeymim. Ao mesmo tempo quatro caças israelenses F-16 atacaram instalações sírias em Latakia.

Segundo o Ministério da Defesa russo, os pilotos israelenses usaram o avião russo como cobertura, deixando-o sujeito ao fogo do sistema sírio. O incidente resultou na morte de 15 militares russos. A Defesa russa disse que a parte israelense não a tinha avisado sobre a operação planejada na Síria e que a responsabilidade pela derrubada do avião é totalmente de Tel Aviv.

Além disso, com o fim de proteger seus militares no país árabe, Moscou prometeu enviar sistemas de defesa antiaérea S-300 a Damasco dentro de duas semanas.

Israel, por sua parte, negou a responsabilidade pelo abate, culpando o Irã e a Síria pelo acontecido.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала