Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Mídia: Sem apoio para Brexit, Theresa May planeja convocar mais uma eleição parlamentar

© REUTERS / Joe GiddensA primeira-ministra da Grã-Bretanha, Theresa May.
A primeira-ministra da Grã-Bretanha, Theresa May. - Sputnik Brasil
Nos siga no
A equipe da primeira-ministra britânica Theresa May começou os preparativos para a realização de eleições parlamentares antecipadas em novembro, informou o jornal Sunday Time, citando dois de seus associados próximos. O objetivo das eleições é obter apoio para a posição de May quanto ao plano do Brexit e manter o governo do país.

De acordo com o jornal, a decisão foi tomada após a reunião informal em Salzburgo na qual Theresa May deixou o Reino Unido muito perto de não alcançar nenhum acordo de saída do bloco europeu por acusar os dirigentes da UE de oferecer apenas opções "inaceitáveis" aos britânicos.

O negociador-chefe da União Europeia para o Brexit, Michel Barnier - Sputnik Brasil
Negociador da UE diz se opor 'fortemente' à proposta britânica para o Brexit
A publicação avança que a premiê tentaria reduzir a oposição interna antes das eleições e que May sugeririra o compromisso de renunciar no verão do hemisfério norte em 2019 (entre junho e agosto) para que os Conservadores concordassem em não removê-la da liderança no momento.

A Grã-Bretanha deixará a UE em 29 de março de 2019. As negociações sobre as condições para a retirada se arrastam desde o ano passado sem apresentar progressos significativos. Recentemente, a imprensa britânica especulou que o resultado das negociações pode ser a ausência de qualquer acordo, o que seria o pior cenário tanto para os britânicos quanto para os membros do bloco europeu. 

Quando questionado, o chefe do Conselho Europeu, Donald Tusk, não nega a possibilidade de não alcançar termos razoáveis que permitam um acordo com Londres. Uma eleição fora de época (chamada no país da Rainha de snap ellections) pode ajudar a unificar posição nacional quanto ao acordo oferecido por May. Uma derrota seria certamente vista como sinal de fraqueza e incapacidade de negociação. Downing Street ainda não se manifestou sobre a reportagem do periódico.


Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала