Conheça a história e a atualidade do avião anfíbio russo A-40 (FOTOS)

Nos siga noTelegram
A Corporação Aeronáutica Unida da Rússia (OAK) pretende retomar a fabricação do avião anfíbio A-40 Albatros, que inicialmente foi desenvolvido na década de 70.

A empresa Beriev desenvolveu o A-40 Albatros, um avião anfíbio multifuncional soviético para missões antissubmarino, com o objetivo de substituir os obsoletos Beriev Be-12 Chaika, os únicos aviões anfíbios ao serviço da aviação naval da União Soviética e Rússia.

O avião é capaz de carregar todo o arsenal utilizado pelas aeronaves baseadas em aeródromos convencionais, como o IL-38 e o Tu-142. No total, o A-40 pode levar a bordo uma carga de armamento de 6,5 toneladas, mais 5 toneladas que o Chaika.

© Sputnik / Vjacheslav Afonin / Abrir o banco de imagensAvião anfíbio antissubmarino A-40.
Avião anfíbio antissubmarino A-40 - Sputnik Brasil
1/4
Avião anfíbio antissubmarino A-40.
© Sputnik / Roman DenisovAvião Be-200 (foto de arquivo).
Avião Be-200 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
2/4
Avião Be-200 (foto de arquivo).
© Sputnik / Alexei Nikolskiy / Abrir o banco de imagensAvião anfíbio Be-200
Avião anfíbio Be-200 - Sputnik Brasil
3/4
Avião anfíbio Be-200
© Sputnik / Lev Polikashin / Abrir o banco de imagensAvião anfíbio soviético Beriev Be-12 durante manobras militares em 1970.
Avião anfíbio soviético Beriev Be-12 durante manobras militares em 1970 - Sputnik Brasil
4/4
Avião anfíbio soviético Beriev Be-12 durante manobras militares em 1970.
1/4
Avião anfíbio antissubmarino A-40.
2/4
Avião Be-200 (foto de arquivo).
3/4
Avião anfíbio Be-200
4/4
Avião anfíbio soviético Beriev Be-12 durante manobras militares em 1970.

A aeronave possui todas as inovações tecnológicas dos aviões anfíbios e impressionantes características, possuindo um comprimento de 43 metros, uma envergadura de 41 metros, um peso máximo de decolagem de 90 toneladas e podendo voar a uma altitude de 13 km. Seu alcance chega aos 4.000 km e autonomia de 12 horas, além de possuir sistema de reabastecimento em voo, banheiro, guarda-roupa e um compartimento para que a tripulação possa descansar, razão pela qual o Albatros é capaz de realizar missões de longo alcance. Além disso, a versão civil da aeronave, chamada A-42, capaz de decolar a partir da água com ondas de dois metros, é altamente qualificada para missões de busca e salvamento a grande distância da costa.

Avião anfíbio A-40 decolando da água (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Rússia pretende reiniciar produção do maior avião anfíbio do mundo
Foi necessário muito esforço para construir o Beriev, um avião que não fosse inferior à concorrência. Pela primeira vez, uma unidade experimental do Albatros foi mostrada a visitantes estrangeiros em 1991, atraindo muita atenção e sendo um sucesso nos salões aeronáuticos. No entanto, o Ministério da Defesa abandonou o financiamento do projeto por não ter os meios necessários. Então, em uma tentativa desesperada para salvar o projeto, foram propostas várias versões civis do avião, incluindo versões de salvamento e comercial, com capacidade de 120 passageiros, nascendo assim o já conhecido Be-200, que é uma versão menor do A-40. Apesar de possuir excelentes características técnicas, o Be-200 é inferior ao Albatros tanto em termos de carga útil quanto de velocidade e alcance, tratando-se mais de uma aeronave de apoio do que um destruidor de submarinos.

Avião MC-21 pousa após primeiro voo de longo curso proveniente de Irkurtsk - Sputnik Brasil
Novo avião comercial russo efetua 1ª aterrissagem noturna (VÍDEO)
Tendo em conta a grande extensão das costas russas, é provável que a Marinha tenha necessidade em breve de dispor de um avião polivalente que seja capaz de realizar um vasto conjunto de missões. O Albatros, que estava décadas à frente dos aviões de seu tempo, seria uma boa opção, não havendo problema algum em começar sua produção em série. A questão é meramente financeira, sublinha o especialista aeronáutico Vladimir Karnozov.

"A indústria está tecnicamente capacitada para construí-lo, a única questão é o valor que o país terá de pagar e se o Ministério da Defesa está ou não disposto a assumir os gastos", disse Karnozov, concluindo que o Albatros resultou em um excelente avião, com capacidades únicas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала