Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

China tem esperança de que Coreia do Norte e EUA mantenham diálogo

© AP Photo / Ju PengIn this photo provided Wednesday, March 28, 2018, by China's Xinhua News Agency, North Korean leader Kim Jong Un, left, and Chinese President Xi Jinping shake hands in Beijing, China.
In this photo provided Wednesday, March 28, 2018, by China's Xinhua News Agency, North Korean leader Kim Jong Un, left, and Chinese President Xi Jinping shake hands in Beijing, China. - Sputnik Brasil
Nos siga no
A China pediu à Coreia do Norte e aos Estados Unidos que continuem o diálogo sobre a desnuclearização da península coreana. O pedido veio após o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, cancelar sua viagem a Pyongyang.

A declaração do governo chinês veio através do Ministério das Relações Exteriores da China, em um documento que apresenta o posicionamento do país para a próxima Assembleia Geral da ONU.

Na sexta-feira (24), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou o pedido feito a Pompeo para que cancelasse sua viagem à Coreia do Norte devido ao progresso que considerou insuficiente no processo de desnuclearização da península coreana.

Ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi (arquivo) - Sputnik Brasil
China apela à comunidade global contra sanções unilaterais
"A China espera ver e apoiar diálogos e contatos mais estreitos entre as partes relevantes para demonstrar ainda mais a boa vontade e aliviar as tensões. A China espera que os EUA e a Coreia do Norte continuem a se envolver ativamente em interações, que se encontrem no meio do caminho e implementem o consenso alcançado pelos dois líderes em sua cúpula", divulgou o ministério na noite desta terça-feira (28).

A situação na península coreana melhorou significativamente nos últimos meses, com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, tendo mantido vários encontros com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e também uma cúpula com Donald Trump, em Singapura.

Durante o encontro, realizado no dia 12 de junho, Kim e Trump chegaram a um acordo que estabelecia que Pyongyang se desnuclearizasse em troca do congelamento dos exercícios militares entre os EUA e a Coreia do Sul, além de um eventual alívio das sanções econômicas impostas à Coreia do Norte.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала