Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Duterte diz que comprar F-16 dos EUA é 'totalmente inútil'

© AP Photo / Bullit MarquezPresidente filipino Rodrigo Duterte
Presidente filipino Rodrigo Duterte - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente filipino, Rodrigo Duterte, se opõe à oferta do secretário de Defesa dos EUA e outros altos responsáveis oficiais norte-americanos para comprar caças F-16, dizendo que tal aquisição seria "totalmente inútil", pois seu país precisa de aeronaves de combate mais leves para lutar contra os insurgentes.

Na quinta-feira (23), Duterte zombou da oferta escrita em uma carta do secretário da Defesa, James Mattis, do secretário de Estado, Mike Pompeo, e do secretário do Comércio, Wilbur Ross, depois de ter sido criticado pelos EUA por sua repressão às drogas ilegais, informou a AP.

Rodrigo Duterte - Sputnik Brasil
Duterte considera ficar sem smartphone por suspeitar que CIA esteja planejando matá-lo
Após assumir o cargo em meados de 2016, Duterte tomou imediatamente medidas para reavivar as relações outrora frias com a China, enquanto por muitas vezes assumiu uma postura antagônica em relação às políticas de segurança dos EUA.

Durante um discurso em uma cerimônia militar na cidade de Davao, Duterte leu o que ele disse ser uma carta dos três secretários do gabinete dos EUA, que citava a longa aliança entre Washington e Manila e assegurava o apoio americano aos esforços filipinos para modernizar suas forças militares.

"Esperamos ser parceiros em outras aquisições significativas de defesa para nosso benefício mútuo, inclusive por meio do caça F-16 da Lockheed Martin […] entre outros sistemas dos EUA", disse Duterte citando a carta.

As Filipinas, no entanto, não precisam dos F-16 "e ainda por cima eles os agitaram na nossa frente depois que nos humilharam", disse Duterte. "Seria totalmente inútil comprar isso. Mas eu preciso de helicópteros de ataque e pequenos aviões para contrainsurgência."

Apesar do antagonismo de Duterte em relação a Washington, um oficial de segurança filipino disse que o governo estava considerando comprar helicópteros de combate dos EUA, entre outros países, após a ordem do presidente de cancelar um contrato multimilionário para comprar 16 helicópteros do Canadá.

Presidente filipino Rodrigo Duterte gesticula enquanto discursa perante membros do regimento Scout Rangers em um campo de treinamento militar na cidade de San Miguel, província de Bulacan, ao norte de Manila, em 15 de setembro de 2016 - Sputnik Brasil
'Quem são vocês para nos alertar?': Duterte despreza conselho americano
Conhecido por suas decisões improvisadas e explosões públicas, Duterte ordenou o cancelamento do acordo para adquirir helicópteros Bell 412EPI depois que o governo canadense decidiu rever o contrato de US$ 235 milhões (R$ 960 milhões) devido a preocupações que os militares filipinos poderiam usar os helicópteros em ataques contra rebeldes em vez de apenas transportar tropas e suprimentos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала