Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Equador abandona ALBA em resposta à crise migratória na Venezuela

Nos siga no
O governo do Equador decidiu retirar-se da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA) em resposta à complexa situação migratória na Venezuela e à inércia das autoridades do país para lidar com a crise.

De acordo com o ministro das Relações Exteriores do Equador, José Valencia, o Equador "não continuará sua participação na ALBA", acrescentando que seu país "está frustrado com a falta de vontade política" do governo da Venezuela "de abrir a porta para uma solução democrática".

Policiais da tropa de choque conversam com pessoas da Venezuela depois de checar seus passaportes ou carteiras de identidade no controle de fronteira de Pacaraima, Roraima, Brasil - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Crise na Venezuela pode deixar Roraima 'no escuro'
O governo do presidente Nicolás Maduro em Caracas se depara com o descontentamento generalizado com a hiperinflação e a escassez de alimentos e remédios durante um quinto ano de recessão que ele atribui à hostilidade ocidental e à queda dos preços do petróleo.

Brasil, Colômbia, Chile, Equador, Panamá, Argentina e Peru, são os principais destinos dos imigrantes venezuelanos, enquanto outros buscaram status de refugiados nos Estados Unidos, Espanha, México e Costa Rica. 

Segundo dados do ACNUR, mais de 52.000 venezuelanos chegaram ao Brasil desde o início de 2017, dos quais 25.000 solicitaram asilo. Cerca de 40.000 pessoas vivem hoje em Boa Vista, capital do Estado de Roraima.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала