Atentado fracassado contra Maduro tem 43 suspeitos envolvidos

© AP Photo / XinhuaForças de segurança rodeiam o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, durante o atentado em Caracas em 4 de agosto
Forças de segurança rodeiam o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, durante o atentado em Caracas em 4 de agosto - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O número de suspeitos envolvidos na tentativa de atentado ao presidente venezuelano Nicolás Maduro aumentou para 43. A informação foi divulgada pelo procurador-geral, Tarek William Saab, nesta quarta-feira (22).

"De 4 a 22 de agosto de 2018, o número de pessoas envolvidas no assassinato frustrado contra o presidente da Venezuela aumentou para 43", disse Saab em entrevista coletiva.

Guarda Nacional da Venezuela na fronteira com a Colômbia - Sputnik Brasil
Tensão: Colômbia protesta contra nova incursão militar da Venezuela
Em 4 de agosto, Maduro enfrentou uma tentativa de assassinato. O atentado foi cometido quando dois drones carregados de explosivos foram detonados perto do palanque do presidente quando ele estava fazendo um discurso público em um desfile militar em Caracas. Maduro ficou ileso, enquanto sete soldados sofreram ferimentos.

O presidente acusou as forças de oposição venezuelanas e a Colômbia de terem organizado o ataque contra ele, acrescentando que alguns dos autores dos assassinatos residiam nos Estados Unidos. Tanto Bogotá quanto Washington negaram qualquer envolvimento no incidente.

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela chegou a pedir à Colômbia e aos Estados Unidos pra extraditar os suspeitos que residem nesses países.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала