Morre ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan

© REUTERS / Michael DalderEx-secretário-geral da ONU Kofi Annan durante a Conferência de Segurança em Munique, em 2016
Ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan durante a Conferência de Segurança em Munique, em 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Hoje (18), a Organização Internacional para as Migrações da ONU comunicou que o ganês Kofi Annan, ex-secretário-geral das Nações Unidas entre 1997 e 2006, morreu aos 80 anos de idade.

De acordo com os relatos da Reuters, que cita duas pessoas chegadas ao alto responsável oficial, Annan morreu hoje em um hospital localizado em Berna, na Suíça.

​"Hoje estamos de luto pela perda de um grande homem, líder e visionário — o ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan", escreveu a Organização Internacional para as Migrações da ONU na sua página do Twitter.

O ganês começou a trabalhar nas Nações Unidas ainda na época de estudante, tendo sido funcionário em numerosos departamentos e missões especiais da organização. Ele acabou sendo o primeiro representante de raça negra no posto mais alto da ONU.

O ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, saúda simpatizantes em São Bernardo do Campo, em ato de 5 de abril de 2018 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Comitê de Direitos Humanos da ONU decide que Lula pode ser candidato, diz defesa
Aquele período em que Annan ocupou o cargo de secretário-geral foi caracterizado pelo número recorde de operações de paz, com envolvimento de quase 70 mil militares de 77 países. Em 2001, o diplomata recebeu a nomeação para o Prêmio Nobel de Paz.

Além disso, Annan foi um dos primeiros apoiantes entusiastas de uma reforma da ONU, inclusive no que se trata do Conselho de Segurança, propondo várias variantes para a ampliação do seu número de membros. A candidatura do Brasil foi uma das que figuraram nos respectivos planos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала