Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Merkel vê avanço na situação da Síria e Putin pede apoio a refugiados que retornam ao país

© Sputnik / Dmitry Astakhov / Abrir o banco de imagensO presidente russo, Vladimir Putin, e a chanceler alemã, Angela Merkel, se reúnem na residência presidencial em Sochi, em 1 de janeiro de 2007
O presidente russo, Vladimir Putin, e a chanceler alemã, Angela Merkel, se reúnem na residência presidencial em Sochi, em 1 de janeiro de 2007 - Sputnik Brasil
Nos siga no
A chanceler alemã, Angela Merkel, disse enxergar desenvolvimentos positivos na Síria e observou a importância de se prevenir uma catástrofe humanitária no país. A declaração veio antes do encontro com o presidente russo, Vladimir Putin.

"Um tópico importante, é claro, será a Síria. É claro que devemos, antes de mais nada, evitar a catástrofe humanitária em torno e neste país. Estamos vendo uma diminuição nas hostilidades, mas isso não significa que temos uma situação pacífica", afirmou Merkel.

Soldados do Exército sírio (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Vitória em Idlib acabará com guerra na Síria, diz fonte de alto escalão no exército
Ao mesmo tempo, Putin pediu apoio às regiões sírias que devem começar a experimentar o retorno de refugiados, inclusive dos países europeus que sofrem com a onda migratória desde o agravamento da guerra civil no país.

"Vamos discutir a situação no Oriente Médio, principalmente em relação à Síria. É importante desenvolver o componente humanitário do conflito sírio, ou seja, a prestação de assistência humanitária para o povo sírio e auxílio a essas áreas para onde os refugiados que estão exterior podem retornar", disse Putin a repórteres.

O líder russo observou que, embora a maioria dos refugiados que retornam à Síria sejam oriundos da Jordânia, da Turquia e do Líbano, a situação coloca uma pressão potencial sobre a Europa.

"Ajudar na restauração das coisas mais básicas: abastecimento de água e saneamento, revitalização da dos serviços de saúde. Acho que todos estão interessados ​​nisso, inclusive na Europa", destacou Putin.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала