Marinha do Irã faz história ao instalar sistema antimísseis nacional em destróieres

© AFP 2022 / Ebrahim NouroziDestróier iraniano Jamaran no Golfo Pérsico (foto de arquivo)
Destróier iraniano Jamaran no Golfo Pérsico (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pela primeira vez na história do país, um destróier iraniano foi equipado com um sistema de defesa antimísseis naval, destinado a eliminar mísseis antinavio, de produção própria, comunica a mídia nacional, citando o comandante da Marinha do Irã, contra-almirante Hossein Khanzadi.

De acordo com o alto responsável militar, o Kamand é um sistema de combate de proximidade (CIWS, ou Sistema de Armas de Defesa Próxima) capaz de eliminar um alvo à distância de dois quilômetros e com cadência de tiro entre 4.000 e 7.000 disparos por minuto.

Navio de guerra iraniano Alborz se prepara antes de deixar as águas do Irã, no Estreito de Ormuz. - Sputnik Brasil
Liga Árabe se opõe às ameaças do Irã em bloquear navegação no Estreito de Ormuz
Ele também sublinhou que a partir de agora os respectivos sistemas serão instalados em todos os navios que efetuam missões longe do litoral.

Mais cedo, na segunda-feira (13), a agência iraniana Tasnim comunicou que o ministro da Defesa do país, Amir Khatami, apresentou o míssil balístico tipo Fateh, de nova geração, capaz de contornar os radares e atingir os alvos com precisão elevada.

O Kamand já foi batizado de "Phalanx iraniano", sendo este o sistema norte-americano usado pela Marinha dos EUA, inclusive na Guerra do Golfo entre 1990 e 1991.

Sem grandes oportunidades de importar armas devido às sanções internacionais e embargos armamentistas, o Irã desenvolveu uma indústria de armamentos muito sofisticada para conseguir autossuficiência neste ramo de produção.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала