Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Irã elenca desenvolvimento de mísseis como prioridade nº 1 em defesa

© AP Photo / Ebrahim NorooziMísseis são exibidos pelo exército iraniano em um desfile milita no Dia Nacional do Exército
Mísseis são exibidos pelo exército iraniano em um desfile milita no Dia Nacional do Exército - Sputnik Brasil
Nos siga no
Teerã anunciará um novo avião de caça na próxima semana. O desenvolvimento da capacidade de mísseis do país continua sendo a principal prioridade militar do Irã, disse o brigadeiro-general Amir Hatami, citado pela agência de notícias Fars.

"Apresentaremos um avião no Dia da Indústria de Defesa Nacional, e as pessoas verão o avião voar e o equipamento projetado para isso", disse Amir Hatami, segundo a agência de notícias Fars.

Bandeira iraniana em frente do edifício da ONU - Sputnik Brasil
Chanceler chinês diz que Pequim está 'pronta para fortalecer laços com Irã'
A agência informou que o Irã também divulgará uma versão doméstica do sistema de mísseis superfície-ar russo S-300, apelidado de Bavar 373, até 20 de março de 2019. O Bavar 373 entrará em operação no futuro próximo.

O vice-ministro da Defesa do Irã para assuntos internacionais, o brigadeiro Mohammad Ahadi, disse anteriormente que o poder militar e econômico era essencial para a segurança nacional do país. Mohammad Ahadi ressaltou que o investimento nacional em defesa foi o mais baixo comparado com os Estados vizinhos, mas proporciona segurança na região.

O anúncio acontece em meio ao crescente impasse político e econômico com os Estados Unidos. Relatos do aumento da atividade militar do Irã surgiram no início de agosto. O Corpo de Guardas Revolucionários do Irã (IRGC) realizou recentemente, exercícios militares em grande escala no Golfo Pérsico.

Bandeira de Israel - Sputnik Brasil
Israel se juntará à OTAN 'árabe' contra Irã?
Comandante Chefe do IRGC, o major-general Mohammad Ali Jafari já tinha declarado sua intenção em aumentar as capacidades de defesa no Golfo Pérsico e no Estreito de Hormuz.

Em junho, o Departamento de Estado dos EUA pediu que as empresas petrolíferas interrompessem a comprar petróleo do Irã até novembro para evitar sanções americanas. O restabelecimento das sanções dos EUA contra o Irã segue o anúncio de Washington de retirada do acordo nuclear do Irã. Por sua vez, o IRGC disse que estava preparado para interromper as remessas de petróleo de outros países através do estreito se as próprias exportações do Irã fossem impedidas.

O Irã também realizou na semana passada um teste de míssil balístico pela primeira vez em mais de um ano. O teste ocorreu dias antes do presidente dos EUA, Donald Trump, restabelecer o primeiro conjunto de sanções contra o país islâmico.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала